Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Na sua estreia no PSG, Ancelotti reencontra o Milan em amistoso

Por Da Redação - 3 jan 2012, 20h01

O início do trabalho de Carlo Ancelotti no milionário Paris Saint-Germain ocorrerá às 13h30 (de Brasília) desta quarta-feira em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos. E diante do clube em que o italiano mais se destacou, tanto como técnico como jogador: o Milan.

O amistoso, que será transmitido ao vivo pelo Sportv 2, será a primeira partida do técnico, que substitui o francês Antoine Kombouaré. Tanto a equipe francesa quanto a italiana treinaram no local nos últimos dias em preparação para o confronto.

‘Tivemos um pequeno período de folga para as festas de Natal e Ano Novo e agora o foco é dar sequência à temporada. Esse amistoso com o Milan será importante para readquirir ritmo de jogo e espero que o novo treinador estreie com um bom resultado e faça um grande trabalho’, falou o atacante Nenê, ex-Palmeiras e Santos e hoje no PSG.

Os dois times contarão com suas principais estrelas, como Robinho no Milan e Lugano e Pastore do lado dos franceses, que hoje têm como principal acionista o xeque catariano Nasser Al-Khelaifi. Ele e o ex-meia brasileiro Leonardo, dirigente do clube parisiense, acompanharam pessoalmente os dois primeiros dias de treino de Ancelotti antes do amistoso.

Publicidade

Pelo Milan, Ancelotti, como jogador do clube entre 1987 e 1992, foi bicampeão mundial (1989 e 1990), da Liga dos Campeões (1988/1989, 1989/1990), da Supercopa Europeia (1989 e 1990) e italiano (1987/1988 e 1991/1992) e venceu a Supercopa da Itália em 1988. Como técnico da equipe, entre 2001 e 2009, venceu o Mundial (2007), a Liga dos Campeões (2002/2003 e 2006/2007), o Italiano (2003/2004), a Supercopa Europeia (2003 e 2007), a Supercopa da Itália (2004) e a Copa da Itália (2002/2003).

No Paris Saint-Germain, eliminado na fase de grupos da Liga Europa, o desafio é manter a liderança do Campeonato Francês, no qual o clube vence um jejum de 18 anos. Segundo colocado na artilharia da equipe na temporada com 11 gols – dois abaixo do atacante Kevin Gameiro -, Nenê confia na conquista do título.

‘Terminamos o primeiro turno na liderança, mas ainda temos 19 jogos que vamos encarar como finais na segunda metade do campeonato. Contamos com um elenco excelente e temos todas as condições de conquistar o título e fazer uma grande festa com nossa fanática torcida’, falou o atacante.

Publicidade