Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Na Ressacada, Corinthians tenta espantar tempo ruim contra Avaí

Por Da Redação 31 jul 2011, 08h25

Embora tenha uma partida a menos do que a maioria, o Corinthians começou a ver a diferença para os concorrentes diminuir. Enquanto o Flamengo já venceu no sábado e ficou a um ponto da liderança, o São Paulo está três pontos abaixo e pode dividir a primeira posição da tabela dependendo da combinação de resultados – se vencer o Vasco e contar com derrota corintiana.

Além disso, o elenco alvinegro começa a sofrer cada vez mais com desfalques. Sem considerar Adriano, que se recupera de cirurgia no tendão do tornozelo esquerdo, mas ainda nem estreou, são seis baixas para o técnico Tite: o goleiro Julio Cesar, o lateral direito Alessandro, os zagueiros Chicão e Wallace, o volante Ramírez e o atacante Liedson, artilheiro do ano, com 16 gols.

Com tantos desfalques, Tite tem sido forçado a promover mudanças. Além do goleiro Renan e do lateral direito Welder, que já vinham substituindo os donos das respectivas posições, a zaga terá um titular inédito no campeonato: Paulo André, que fez apenas um jogo nesta temporada, ainda pelo Campeonato Paulista. No ataque, Emerson segue como substituto de Liedson. Já Alex, principal reforço do Corinthians para este ano, continua como opção no banco de reserva.

Previsão de chuva em SC preocupa Renan: ‘Fica muito complicado’

‘A bola (o futebol) parece meio o mar, é imprevisível. Em 12 horas, perdi dois zagueiros. Por isso a importância de preparar todos os atletas. Não é discurso de técnico. Se treinou bem, vai estar bem preparado. Eu digo para fazerem bem o dia a dia e vamos embora’, diz o técnico.

Como está na zona de rebaixamento, o oponente parece o ideal para que o Corinthians se recupere na competição nacional. Mas não é o que pensa o elenco, segundo o representante Fábio Santos. ‘Na prática, é tudo diferente. O Avaí deu um trabalho incrível ao Botafogo no Rio de Janeiro. Na teoria, parece mais fácil enfrentar equipes da parte de baixo, mas nós temos os pés no chão e sabemos que vai ser complicadíssimo esse jogo’, adverte o lateral esquerdo.

O Avaí também não cogita outro resultado que não a vitória. Derrotada no jogo passado e em situação delicada na tabela, a equipe catarinense vem sendo contestada pela torcida e precisa conquistar três pontos para seguir na luta contra o rebaixamento à segunda divisão nacional.

Para Alexandre Gallo, que segue prestigiado pela diretoria, o revés de virada para o Botafogo não correspondeu à atuação de seus jogadores no Rio de Janeiro. ‘A meu ver, o resultado foi injusto, porque sofremos o gol na bola parada, não merecíamos’, defendeu o treinador.

FICHA TÉCNICA

Continua após a publicidade

AVAÍ X CORINTHIANS

Local: Estádio da Ressacada, em Florianópolis (SC)

Data: 31 de julho de 2011, domingo

Horário: 16 horas (de Brasília)

Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (DF)

Assistentes: Rodrigo Pereira Joia (Fifa-RJ) e João Sousa Paulo Neto (DF)

AVAÍ: Felipe; Bruno, Gustavo Bastos e Dirceu; Daniel, Revson, Fabiano, Cleverson e Marcos Paulo; Pedro Ken e William

Técnico: Alexandre Gallo

CORINTHIANS: Renan; Welder, Paulo André, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho (Edenílson) e Danilo; Willian, Jorge Henrique e Emerson

Técnico: Tite

Continua após a publicidade
Publicidade