Clique e assine a partir de 9,90/mês

Na Hungria, Vettel puxa mais uma dobradinha da Red Bull

Alemão precisou de apenas três voltas para ser mais rápido no primeiro treino

Por Da Redação - 26 Jul 2013, 08h56

Sebastian Vettel confirmou o favoritismo da Red Bull e liderou o primeiro treino livre do GP da Hungria, na manhã desta sexta-feira. Apesar de ter sido prejudicado por um problema nos freios – que fez com que seu carro só pudesse ir para a pista nos últimos 25 minutos de treino – , Vettel cravou 1mins22s723 e liderou com folga a dobradinha de sua equipe. O australiano Mark Webber ficou em segundo, com 1min22s982. A terceira colocação ficou com o finlandês Kimi Raikkonen, que fechou seu melhor giro apenas 0s028 atrás de Webber. O brasileiro Felipe Massa priorizou os acertos aerodinâmicos em seu carro e nem sequer tentou dar voltas rápidas, ficando apenas com a 15ª colocação, com o tempo de 1min24s299. A segunda sessão de treinos livres para o GP da Hungria será realizada ainda nesta sexta-feira.

Leia também:

Leia também: Globo mostra compacto da F1 domingo à noite. Ao vivo, só no SporTV

Apesar de ter chegado à Hungria como o grande favorito à vitória no GP de domingo, o dia de Vettel não começou bem. Durante 1h05, o tricampeão mundial foi obrigado a ficar nos boxes para que a Red Bull realizasse os reparos necessários em seu carro. Mas o alemão precisou de apenas três voltas na pista de 4.381 metros para anotar o melhor tempo da sessão, nos minutos finais da tomada de tempos. A Red Bull já liderava o treino em Hungaroring com Mark Webber, que havia acabado de marcar sua volta mais rápida. Além de Vettel, Raikkonen também teve um problema na pista: seu carro teve um princípio de incêndio numa das entradas de ar. O incidente, porém, não provocou maiores danos. Depois, o finlandês ainda sofreu com um pneu furado. O quarto mais rápido do treino inicial foi o companheiro de Massa na Ferrari, o espanhol Fernando Alonso, que marcou 1min23s099.

Continua após a publicidade

Acompanhe VEJA Esporte no Facebook

Siga VEJA Esporte no Twitter

A temporada de 2013
Equipe Pilotos
Red Bull Sebastian Vettel (Alemanha) Mark Webber (Austrália)
Ferrari Fernando Alonso (Espanha) Felipe Massa (Brasil)
McLaren Jenson Button (Grã-Bretanha) Sergio Perez (México)
Lotus Kimi Räikkönen (Finlândia) Romain Grosjean (França)
Mercedes Nico Rosberg (Alemanha) Lewis Hamilton (Grã-Bretanha)
Sauber Nico Hulkenberg (Alemanha) Esteban Gutierrez (México)
Forca India Paul Di Resta (Grã-Bretanha) Adrian Sutil (Alemanha)
Williams Pastor Maldonado (Venezuela) Valtteri Bottas (Finlândia)
Toro Rosso Daniel Ricciardo (Austrália) Jean-Eric Vergne (França)
Caterham Charles Pic (França) Giedo Van der Garde (Holanda)
Marussia Max Chilton (Grã-Bretanha) Jules Bianchi (França)
Tabela
Data Local Autódromo
28/07 Hungria Hungaroring
25/08 Bélgica Spa-Francorchamps
08/09 Itália Monza
22/09 Cingapura Marina Bay
06/10 Coreia do Sul Yeongam
13/10 Japão Suzuka
27/10 Índia Buddh
03/11 Emirados Árabes Abu Dhabi
17/11 Estados Unidos Austin
24/11 Brasil Interlagos
  • Ferrari exibe carro mais arrojado - e sem o degrau no bico
  • Williams apresenta novo carro 'mais refinado' para 2013
  • Equipe Lotus já sonha em brigar pelo título em 2013
  • Fórmula 1: McLaren apresenta MP4-28 de olho em título
  • Red Bull apresenta o carro a ser batido em 2013
  • Mercedes apresenta W04 em Jerez e coloca carro na pista

(Com agência Gazeta Press)

Publicidade