Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Na caça aos líderes, Botafogo recebe a sensação Figueirense

Na terceira colocação do Campeonato Brasileiro com 55 pontos, apenas três atrás de Corinthians e Vasco, que dividem a liderança, o Botafogo entra em campo neste sábado, pela 33rodada, para medir forças com o Figueirense, às 19 horas (de Brasília), no Engenhão. Embalado pelo triunfo por 1 a 0 sobre o Cruzeiro, o Glorioso pode, inclusive, terminar o fim de semana na ponta da tabela de classificação. Porém, tem consciência de que terá uma verdadeira pedreira pela frente.

O Figueirense tem sido uma das sensações desta reta final de Campeonato Brasileiro. Não perde há 11 partidas e venceu os últimos quatro jogos, sendo alguns muito emblemáticos, como os 3 a 2 no Santos, em plena Vila Belmiro, e no Grêmio, no Rio Grande do Sul. Na oitava posição com 50 pontos, o time, após vencer o Bahia por 2 a 1 de virada, na rodada passada, entrou definitivamente na luta por uma vaga na próxima Copa Libertadores.

Diante desta campanha do adversário, os jogadores do Botafogo sabem o que os espera neste sábado. ‘A campanha recente do Figueirense realmente serve de sinal de alerta para qualquer adversário. É um time que está muito equilibrado e crescendo no momento certo. Pode, inclusive, brigar por vaga na Libertadores. Tenho certeza de que eles pensam em ganhar do Botafogo por se tratar de um confronto direto. Cabe ao nosso time tentar se impor desde cedo, pois também temos os nossos objetivos neste Campeonato Brasileiro’, disse o zagueiro Antônio Carlos.

Podendo sonhar com o título, ou simplesmente garantir vaga na próxima Copa Libertadores, o Botafogo mostra que o respeito pelo Figueirense realmente é grande e evita qualquer tipo de projeção.

‘O Botafogo pode conquistar o título, pois tem elenco e condições para isso. Mas não devemos ficar fazendo contas, olhando para percentuais ou projetando quantidade de pontos para ficar com a taça. Temos é que pensar em um jogo de cada vez, pois teremos seis decisões pela frente e elas merecem atenção exclusiva, cada qual ao seu momento. O nosso foco neste momento é o confronto diante do Figueirense’, disse o volante Renato.

Porém, se o Botafogo está preocupado com o Figueirense, o técnico do time catarinense, Jorginho, considera que terá pela frente a melhor equipe da competição. ‘Na minha opinião vamos enfrentar a equipe mais certinha do Campeonato Brasileiro. O Botafogo consegue ser veloz e ao mesmo tempo ter outras alternativas, como as jogadas áreas para o Loco Abreu. Vamos ter muitas dificuldades e temos que estar atentos ao longo dos noventa minutos, senão as nossas chances de ganhar serão muito poucas’, disse Jorginho.

Os jogadores do Figueirense, porém, garantem que não vão se intimidar com a boa campanha do Botafogo, que ainda não foi derrotado no Engenhão por este Campeonato Brasileiro. ‘Sabemos que o Botafogo é forte no Engenhão, mas vamos entrar em campo dispostos a jogar de igual para igual, sem medo. Para nós esse jogo é uma decisão’, disse o lateral direito Bruno.

Em termos de escalação, o técnico do Botafogo, Caio Junior, faz mistério, mas o lateral direito Lucas e o volante Marcelo Mattos, que cumpriram suspensão na vitória sobre o Cruzeiro, reaparecem nas vagas de Alessandro e Lucas Zen, respectivamente. Quem perde a vaga é o atacante Herrera, barrado para a entrada do volante Léo. Assim, os meias Elkeson e Maicosuel terão mais liberdade de encostar em Loco Abreu, que ficará isolado no ataque.

No Figueirense, para este jogo, Maicon é a principal baixa. Com dores na panturrilha esquerda, o jogador não treinou durante a semana e foi vetado. O substituto será o meia Coutinho. No mais, a equipe será a mesma que derrotou o Bahia na rodada passada.

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO X FIGUEIRENSE

Local: Estádio Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)

Data: 5 de novembro de 2011, sábado

Horário: 19 horas (de Brasília)

Árbitro: Heber Roberto Lopes (Fifa-PR)

Assistentes: Roberto Braatz (Fifa-PR) e José Pontarolo (PR)

BOTAFOGO: Jéfferson; Lucas, Antônio Carlos, Fábio Ferreira e Cortês; Marcelo Mattos, Léo, Renato, Elkeson e Maicosuel; Loco Abreu

Técnico: Caio Junior

FIGUEIRENSE: Wilson; Bruno, Édson Silva, Roger Carvalho e Juninho; Ygor, Túlio, Coutinho e Elias; Wellington Nem e Júlio César

Técnico: Jorginho