Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Na ‘Bombonera’, Corinthians começa sua 1ª final de Libertadores contra o Boca

Buenos Aires, 26 jun (EFE).- O Corinthians enfrenta nesta quarta-feira o Boca Juniors no mítico estádio de ‘La Bombonera’, às 21h50 (horário de Brasília) na primeira partida da final da Taça Libertadores, em busca de um título inédito para a história do clube.

Esta é a primeira decisão de torneio continental da equipe paulista, que já tem sua melhor campanha na competição até hoje. Contudo, para levantar a taça, terá de bater o experiente e copeiro time argentino.

O técnico corinthiano, Tite, afirma não temer a pressão da torcida ‘xeneize’ no confronto desta quarta.

‘La Bombonera existe e é real; é necessário maturidade para jogar ali, assim como no Pacaembu ou no Morumbi. Precisamos ter essa capacidade de concentração mental’, diz o treinador do ‘Timão’.

A equipe paulista terá o retorno de Emerson ‘Sheik’, após o atacante cumprir suspensão por conta da expulsão no jogo de ida contra o Santos. Tite irá apostar na chegada ao ataque dos meias Danilo e Alex, que compensam a ausência de um centroavante no comando de ataque do time.

No banco de reservas poderá estar Romarinho, jovem atacante que fez dois gols diante do Palmeiras no domingo, em partida válida pelo Campeonato Brasileiro e que deu a primeira vitória ao Corinthians na competição nacional.

Esta será a 13ª decisão de Libertadores entre brasileiros e argentinos, com nove títulos para os argentinos, e três para os brasileiros (1963, 1976 e 1992) até o momento. A partida de volta será disputada no próximo dia 4 de julho em São Paulo.

O Boca Juniors, que retornou nesta temporada à Taça Libertadores após três anos de ausência, igualou a marca do Peñarol com dez participações em finais do torneio continental.

A equipe ‘xeneize’ vai para a decisão após ficar em quarto no torneio Clausura do Campeonato Argentino, resultado que decepcionou seus torcedores, que viram o time liderar o campeonato na maior parte do tempo.

Sem poder contar com o defensor Juan Insaurralde, que sofreu uma ruptura nos ligamentos do tornozelo esquerdo, o técnico Julio César Falcioni irá escalar o mesmo time que se classificou na última quinta-feira eliminando a Universidad de Chile.

O treinador do Boca Juniors demonstrou respeito ao falar sobre o Corinthians. ‘O Boca tem história na Taça Libertadores, mas nesta final é preciso focar no presente, pois o passado não conta’, disse Falcioni.

A dupla de ataque será formada pelo uruguaio Santiago Silva e por Pablo Mouche, com o craque Juan Román Riquelme municiando o setor ofensivo. Durante a semana, o camisa 10 realizou trabalho especial para estar em boas condições físicas para o duelo.

Prováveis escalações:

Boca Juniors: Agustín Orión; Facundo Roncaglia, Rolando Schiavi, Matías Caruzzo e Clemente Rodríguez; Pablo Ledesma, Leandro Somoza, Walter Erviti e Juan Román Riquelme; Pablo Mouche e Santiago Silva. Técnico: Julio César Falcioni.

Corinthians: Cássio; Alessandro, Chicão, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Danilo e Alex; Jorge Henrique e Emerson. Técnico: Tite.

Arbitragem: Enrique Osses (Chile), auxiliado por seus compatriotas Francisco Mondria e Carlos Astroza.

Estádio: La Bombonera, em Buenos Aires (Argentina). EFE