Clique e assine a partir de 8,90/mês

Murray vence Ferrer em Miami e volta a ser número dois

Britânico só está atrás do sérvio Novak Djokovic. Federer caiu para terceiro

Por Da Redação - 31 mar 2013, 15h47

O britânico Andy Murray é o novo número dois do mundo, após vencer na tarde deste domingo o espanhol David Ferrer, por 2 a 1, parciais de 2/6, 6/4 e 7/6(7-1, em 2h48 de partida, na quadra central do Master 1000 de Miami. Murray volta ao posto após três anos e sete meses, e desbanca o suíço Roger Federer – que não participou de Miami -, ficando atrás apenas do sérvio Novak Djokovic.

Murray sofreu no primeiro set, cedendo duas quebras de saque, e Ferrer abriu 5/0 sem dificuldades. Nem mesmo o esboço de reação no sétimo game, quando conseguiu melhorar a devolução, foi o suficiente para evitar a derrota na parcial. Voltando a pontuar no serviço do rival, o espanhol fez 6/2. O segundo set começou com Murray quebrando logo no terceiro game. Mantendo a vantagem por boa parte do set, o britânico cedeu a devolução para Ferrer empatar em 4/4, mas conseguiu novo break para abrir 5/4 e sacar para levar a decisão do título para o terceiro set.

Acompanhe VEJA Esporte no Facebook

Siga VEJA Esporte no Twitter

O terceiro set teve quebras em seus seis primeiros games. Após uma confirmação para cada lado, Murray voltou a quebrar Ferrer para abrir 5/4 e ter a vantagem de sacar para o título. O espanhol, porém, forçou as devoluções e conseguiu empatar novamente a partida. Após confirmar com tranquilidade, Ferrer voltou a pressionar o saque de Murray para tentar fechar a partida, mas desperdiçou um match-point e ficou desestabilizado.

Levando a partida para o tie-break, Murray cresceu na partida, abriu três pontos de vantagem e não permitiu que o espanhol – com dores nas pernas – reagisse.

(Com agência Gazeta Press)

Continua após a publicidade
Publicidade