Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Murray supera Ferrer e encara Tsonga em semifinal

Por AE

Londres – Andy Murray levantou a torcida local nesta quarta-feira ao avançar à semifinal de Wimbledon com uma grande atuação diante do espanhol David Ferrer. O escocês igualou sua melhor campanha no Grand Slam britânico ao vencer por 3 sets a 1, de virada, com parciais de 6/7 (5/7), 7/6 (8/6), 6/4 e 7/6 (7/4), em uma batalha de 3h52min.

Murray alcançou a semifinal pela quarta vez seguida e alimentou as esperanças da torcida inglesa de ver um tenista local campeão, o que não acontece desde o título de Fred Perry, em 1936. Para tanto, o escocês terá a vantagem de não enfrentar novamente Rafael Nadal, eliminado de forma surpreendente logo na segunda rodada.

Nadal foi seu algoz nas duas últimas semifinais e nas quartas de final de 2008. Com a queda do espanhol, a parte inferior da chave masculina favoreceu Murray e Jo-Wilfried Tsonga, o rival do escocês na semifinal. O francês avançou ao derrotar o alemão Philipp Kohlschreiber também por 3 a 1, parciais de 7/6 (7/5), 4/6, 7/6 (7/3) e 6/2.

Como era de se esperar, Murray e Ferrer fizeram um duelo equilibrado, que acabou com o empate no confronto direto entre os dois tenistas. Até esta partida, cada um tinha cinco vitórias no retrospecto. O escocês ficou em vantagem ao fazer a diferença principalmente nos últimos dois sets do jogo.

O início teve ligeira superioridade do espanhol, que até venceu o primeiro set. Mas não conseguiu manter o ritmo nas parciais seguintes. Embalado pelo seu bom saque, ele registrou 18 aces e 61 bolas vencedoras (contra 44 do rival).

Mais confiante, protagonizou grandes jogadas nos games finais, sem cair de rendimento mesmo após a interrupção de 25 minutos em função da chuva. O duelo, empatado por 5/5, foi definido no terceiro tie-break pelos bons golpes de Murray, para alegria da torcida inglesa.

A outra semifinal masculina de Wimbledon terá Novak Djokovic, atual campeão, e Roger Federer, hexacampeão e recordista de títulos de Grand Slam.