Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Murray discorda de adiamento da final do Aberto dos EUA

Embora a decisão de adiar a final do Aberto dos EUA para segunda-feira, pelo quarto ano seguido, tenha sido tomada para beneficiar os atletas, o britânico Andy Murray preferia que o cronograma inicial tivesse sido mantido. Ele joga contra o espanhol Rafael Nadal por uma vaga na final, neste sábado, enquanto do outro lado da chave o duelo é entre Roger Federer e Novak Djokovic.

‘Eu preferia que a final fosse disputada domingo mesmo, pois os caras da outra metade da chave estão jogando como se fosse um Grand Slam normal, dia sim, dia não, desde as quartas de final. Se tivesse seguido como antes, eles jogariam três dias seguidos e nós quatro. Eu preferia assim’, explicou.As chuvas começaram na terça-feira. Murray precisou entrar em quadra na quinta-feira contra o local Donald Young e na sexta para enfrentar John Isner. Nadal jogou contra o luxemburguês Gilles Muller e o norte-americano Andy Roddick nos mesmos dias.

Federer e Djokovic foram beneficiados, pois disputaram suas partidas de oitavas de final na segunda-feira. No mesmo período em que os rivais realizaram dois jogos, o suíço enfrentou apenas o francês Jo-Wilfried Tsonga e o sérvio o compatriota Janko Tipsarevic.