Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Murray derrota japonês e vai à semifinal na Austrália

Por AE

Melbourne – Andy Murray não teve problemas para confirmar o seu favoritismo e garantir vaga, nesta quarta-feira, na semifinal do Aberto da Austrália. Cabeça de chave número 4 do Grand Slam, o britânico venceu o japonês Kei Nishikori por 3 sets a 0, com parciais de 6/3, 6/3 e 6/1, em Melbourne, e eliminou a última surpresa da competição.

Antes de encarar Murray, Nishikori fez história ao derrotar o francês Jo-Wilfried Tsonga, tenista número 6 do mundo, nas quartas de final. Com a vitória, ele se tornou o primeiro japonês em 80 anos a chegar a esta fase do importante torneio australiano.

Nesta quarta, porém, Murray não deu chances para uma nova surpresa e se garantiu pela quinta vez seguida em uma semifinal de Grand Slam. Treinado por Ivan Lendl desde o começo deste ano, o britânico nunca ganhou uma competição da série mais importante do tênis profissional, que engloba também Roland Garros, Wimbledon e o US Open, e agora espera pela definição do seu próximo rival.

Murray terá pela frente na próxima fase o vencedor do confronto entre o sérvio Novak Djokovic, líder do ranking mundial, e o espanhol David Ferrer, quinto cabeça de chave, que se enfrentam em jogo que será encerrado ainda nesta quarta-feira.

A outra semifinal do torneio masculino de simples em Melbourne, definida na última terça-feira, irá reunir o espanhol Rafael Nadal e o suíço Roger Federer.

No duelo desta quarta, Murray teve apenas 44% de aproveitamento com o seu primeiro serviço, mas venceu 78% dos pontos que disputou quando conseguiu acertá-lo. Para completar, converteu sete de 18 break points, enquanto o japonês foi feliz em somente duas de dez chances de quebrar o saque do britânico.

Desta forma, Murray pôde se dar ao luxo de cometer 27 erros não forçados, compensados por 36 winners. O britânico ainda se aproveitou do fato de ter chegado mais inteiro fisicamente às quartas de final, com vitórias bem mais tranquilas em seu caminho até a semifinal, enquanto Nishikori vinha de três jogos desgastantes, vencidos apenas após longas batalhas de cinco sets.