Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Murray comemora pouco desgaste e quer saque melhor contra Djokovic

O britânico Andy Murray enfrentará o sérvio Novak Djokovic na semifinal do Aberto da Austrália, primeiro Grand Slam do ano, e chega descansado ao confronto. Após precisar de quatro sets para derrotar o norte-americano Ryan Harrison na primeira rodada, ele venceu seus confrontos seguintes rapidamente, em sets diretos, e ainda contou com a desistência do cazaque Mikhail Kukushkin, após 50min de jogo nas oitavas de final.

‘Eu não joguei muito mais do que duas horas nas últimas partidas, então me sinto novo. Espero que essa seja minha vantagem agora no fim de semana. Com certeza vou ter que disputar ralis longos contra os caras que continuam no torneio, então vou precisar das minhas pernas descansadas para os próximos jogos’, disse Murray.Nesta quarta-feira, Murray avançou à semifinal do Aberto da Austrália, ao derrotar o japonês Kei Nishikori por 3 sets a 0. O britânico aproveitou o asiático desgastado fisicamente após jogos longos contra o australiano Mathew Ebden e os franceses Julien Benneteau e Jo-Wilfried Tsonga e apostou em trocas de bolas longas para cansá-lo.

O britânico só não ficou feliz nesta quarta-feira com seu serviço, um de seus trunfos durante todo o Aberto da Austrália. Após ser quebrado duas vezes no primeiro set contra Harrison, ele venceu as nove parciais seguintes e só voltou a perder seu saque no confronto com Kukushkin. Contra Nishikori, seu saque foi vencido duas vezes, mas ele quebrou o adversário em sete oportunidades.

‘Eu poderia ter sacado melhor, com certeza. Vou precisar fazer isso no próximo jogo. Acordei com um pouco de dor no pescoço, não sei se tem a ver com isso, mas não fui tão bem no serviço hoje. Amanhã vou trabalhar nisso e voltar ao ritmo’, afirmou o tenista.