Clique e assine a partir de 8,90/mês

Muricy reclama da arbitragem e lamenta empate: ‘Era para ganhar’

Por Da Redação - 15 jul 2012, 19h33

O Santos não saiu do 0 a 0 com o Internacional-RS, neste domingo, no Beira-Rio. Mas, para o técnico Muricy Ramalho, a equipe poderia ter saído de campo vitoriosa neste confronto, válido pela nona rodada do Campeonato Brasileiro.

O treinador acredita que o Peixe teve boas chances para marcar. Porém, o principal alvo da reclamação de Muricy após o empate, foi a arbitragem do jogo, disputado em Porto Alegre.

O comandante santista acredita que a decisão do árbitro de expulsar o lateral esquerdo Juan, por conta de uma falta polêmica, logo no início do segundo tempo, prejudicou o time da Vila Belmiro. O ala recebeu o segundo cartão amarelo e, consequentemente, o vermelho, após uma pressão dos jogadores colorados sobre a arbitragem.

‘Era para a gente ganhar. Os principais jogadores deles estavam fora, assim como os nossos, mas estivemos melhores em campo. O problema é que a arbitragem se mete demais. O juiz não ia expulsar, aí deram uma pressão no bandeira e ele entrou nessa, deu o vermelho para o Juan. Nos prejudicaram demais’, disse Muricy Ramalho, visivelmente irritado com a conduta do trio de arbitragem.

Sobre a partida, o técnico pensa que o Alvinegro Praiano só não deixou o Beira-Rio vitorioso, pois faltou arriscar mais em lances decisivos. ‘O nosso time melhorou bastante, mas ainda está faltando um pouco mais de profundidade. Estamos precisando de jogadores mais agudos. Viemos para ganhar, jogando no contra-ataque, no erro do adversário. Estivemos perto de conseguir o nosso objetivo’, concluiu.

Com nove pontos ganhos no Brasileirão, o Santos volta a campo diante do Botafogo, na próxima quarta-feira, a partir das 19h30 (horário de Brasília), na Vila Belmiro.

Continua após a publicidade
Publicidade