Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Muricy elogia Barça, mas promete incomodar: ‘Não podemos assistir’

O técnico Muricy Ramalho não se mostrou muito surpreso com a vitória do Barcelona sobre o Al Sadd, do Catar, por 4 a 0. A facilidade do atual campeão europeu era prevista. Mas na final de domingo do Mundial de Clubes, o comandante do Peixe alerta que o rival catalão irá encontrar uma realidade diferente.

‘Temos que jogar, não podemos assistir como fizeram os árabes. Vamos incomodar um pouquinho’, prometeu o treinador, em entrevista à Rádio Estadão ESPN, após acompanhar o triunfo do Barcelona nesta quinta-feira no Estádio Internacional de Yokohama.

O Barcelona obteve a vitória na semifinal do Mundial com uma formação mista, já que vinha de um clássico contra o Real Madrid pelo Campeonato Espanhol. Ciente da força do rival, Muricy Ramalho não economiza elogios.

‘É um time forte, o Barcelona está melhor sempre que vemos. Sabemos da dificuldade, vamos fazer nosso melhor’, disse o treinador campeão da Libertadores.

Para a decisão, o representante europeu ganhou problemas. Os atacantes David Villa (fratura na tíbia) e Alexis Sánchez (contusão muscular) foram substituídos em função de limitações físicas.

Mesmo com as contusões, Muricy Ramalho evita um clima de empolgação. ‘Infelizmente houve a contusão do Villa, é um grande jogador, mas não fará falta, o plantel deles é muito bom’, disse o treinador, questionado em seguida sobre a lesão de outro atacante, o chileno Sánchez. ‘É o substituto (no ataque), mas eles ainda têm várias opções’, finalizou.