Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Muricy admite que defesa do Santos precisa melhorar

Por AE

Toyota – O técnico Muricy Ramalho reconheceu nesta quarta-feira que o Santos teve problemas na defesa na vitória sobre o Kashiwa Reysol por 3 a 1, pelas semifinais do Mundial de Clubes, em Toyota, e precisará marcar melhor para superar o Barcelona em uma provável final, no próximo domingo. O time catalão, principal favorito ao título, disputa uma vaga na decisão contra o Al-Sadd, do Catar, na quinta-feira.

Após dominar o primeiro tempo e abrir 2 a 0, o Santos sofreu com os avanços do lateral-direito Sakai e com os ataques do Kashiwa Reysol, que desperdiçou várias oportunidades de gol durante o segundo tempo. Muricy reconheceu que a defesa, não teve bom desempenho.

“São dificuldades que não estamos acostumados. Hoje não marcamos bem. A dificuldade contra um Barcelona é bem maior porque a sua a qualidade individual é muito maior do que a do Kashiwa. Com certeza não podemos marcar desse jeito, temos que melhorar bastante”, disse.

O treinador também admitiu que o zagueiro Durval, que atuou improvisado na lateral esquerda, teve dificuldades para marcar o lateral-direito Sakai. “O Durval sentiu um pouco de dificuldade. O lado direito deles é muito forte e no segundo tempo o Sakai atacou muito”, comentou.

O Santos teve menos posse de bola que o Kashiwa Reysol – 48% a 52% – e finalizou menos vezes do que o time japonês – 8 a 14 -, mas mesmo conseguiu conquistar a vitória. Por isso, Muricy tratou de valorizar a eficiência do setor ofensivo e ressaltou que a situação precisaráse repetir na final de domingo.

“A nossa posse de bola não foi boa, mas não determina o resultado. Com certeza temos que melhorar. A posse de bola do Barcelona vai ser alta, não adianta dizer que vou tirá-la. Temos que ser efetivos como fizemos hoje nas finalizações”, afirmou Muricy, que se irritou ao ser questionado se o Santos teve sorte. “Questão de competência, fomos competentes e o Reysol não soube finalizar. Futebol é competência”.

Muricy também aproveitou para destacar o poder de decisão do atacante Neymar, que marcou o primeiro gol do Santos na vitória sobre o Kashiwa Reysol. “O Neymar é espetacular, um jogador que define jogo e está cada vez melhor. Estamos acostumados com essas atuações no Brasil”.