Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

MP pede que Fifa limite venda de bebida em estádios da Copa

Órgão diz que intenção é evitar novos 'episódios de violência' entre torcedores

Na reta final da Copa do Mundo, que entra na fase das quartas de final nesta sexta-feira, o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro decidiu intervir no que diz respeito a bebidas alcoólicas. O órgão expediu uma recomendação à Fifa e ao Comitê Organizador Brasileiro (COL) pedindo a restrição da venda e do consumo de álcool nos estádios que vão receber partidas até a final do torneio.

“A recomendação foi motivada pelos inúmeros relatos de episódios de violência envolvendo torcedores, em razão do consumo de bebidas alcóolicas, ocorridos no Maracanã, durante os jogos da Copa do Mundo”, informou o MPRJ, citando ainda a Lei Estadual nº 404, de 15 de janeiro de 1980, que “proíbe a venda de bebidas nos estádios ou locais onde se realizem atividades cívicas, culturais ou esportivas”.

A notificação se estende às concessionárias de comidas e bebidas Convivas Brasil e Aramark, ao Comando-Geral da Polícia Militar e ao Grupamento Especial de Policiamento em Estádio (Gepe). O documento é assinado também pela Coordenação do Grupo Nacional de Prevenção e Combate a Violência nos Estádios do Conselho Nacional de Procuradores-Gerais (CNPG).

Leia também:

Seleção defende choro e se diz pronta para outra decisão

No duelo entre os camisas 10, James mais letal que Neymar

Brasil vai encarar um ex-freguês que tem endurecido o jogo