Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Mourinho defende próprio trabalho e destaca evolução do Real sob seu comando

Madri, 24 jan (EFE).- José Mourinho, técnico do Real Madrid, defendeu seu trabalho no clube merengue e garantiu que quando chegou, a equipe ‘não era nem cabeça de chave da Liga dos Campeões’.

Sem negar que pode deixar a equipe no dia 30 de junho, o português se apoiou nos resultados conquistados até agora para defender seu trabalho frente ao clube.

‘Podíamos ter algum ponto a mais de vantagem na Champions, mas temos cinco a mais que a equipe que todos dizem ser a melhor do mundo (Barcelona). Não estamos fazendo as coisas tão mal e não temos tantos problemas como as pessoas pensam que temos’, disse.

‘Quando chegamos aqui o clube tinha a tradição de ser eliminado da Copa do Rei por equipes de divisões inferiores. Ganhamos o torneio no ano passado e agora estamos nas quartas de final jogando contra o campeão da Espanha e da Europa’, acrescentou.

O português tratou de relembrar também o momento que o clube vivia na Europa. ‘Quando cheguei, o Real Madrid não era nem cabeça de chave na Liga dos Campeões, e neste momento temos o recorde de vitórias em seis jogos. E somos líderes’, defendeu.

Sobre o jogo de volta no Camp Nou, válido pelas quartas de final da Copa do Rei, o treinador destacou as dificuldades.

‘Será um jogo muito difícil, mas vamos tentar de tudo para dar a volta por cima e conquistar a classificação’, afirmou o treinador.

Em entrevista coletiva, na qual Mourinho respondeu as perguntas monossilabicamente, o treinador disse aos jornalistas para perguntar aos jogadores se existe algum fator psicológico contra o Barcelona. EFE

rmm/as