Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Morre torcedor palmeirense agredido por vereador do PT

Gilberto Torres tinha 31 anos e apanhou com um galho de árvore no último domingo

Morreu na noite desta quarta-feira o torcedor palmeirense Gilberto Torres Pereira, espancado por corintianos no último domingo na cidade de Franco da Rocha, em São Paulo. Ele estava internado com traumatismo craniano desde o fim de semana, tinha 31 anos e teve morte encefálica.

Leia também:

Lanterna do Brasileirão, Palmeiras reclama de falta de sorte

Flamengo confirma reação e derrota Atlético-MG no Maracanã

Raimundo César Faustino, o Capá, vereador do PT acusado de matar um torcedor palmeirense Raimundo César Faustino, o Capá, vereador do PT acusado de matar um torcedor palmeirense

Raimundo César Faustino, o Capá, vereador do PT acusado de matar um torcedor palmeirense (/)

Um dos acusados pela agressão ao palmeirense, o vereador Raimundo César Faustino (PT), teve prisão preventiva decretada pela delegada Rafaela Aceto, de Franco da Rocha. Faustino, também conhecido como Capá, é candidato a deputado estadual e teria agredido Gilberto Torres com um galho de árvore.

Não é a primeira vez que Capá se envolve em confusão com torcedores adversários. No ano passado, durante uma briga com vascaínos no estádio Mané Garrincha, em Brasília, ele foi flagrado dando um chute em um policial militar.

Dois torcedores corintianos e dois palmeirenses estão presos pelo envolvimento na confusão, que ocorreu perto da estação de trem da CPTM em Franco da Rocha, depois do clássico entre Palmeiras e São Paulo no último domingo.

(Com Estadão Conteúdo)