Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Ministro espanhol admite problema de doping no país

Por Da Redação 14 fev 2012, 10h16

Por AE-AP

Madri – O ministro da educação, cultura e esporte da Espanha, José Ignacio Wert, admitiu nesta terça-feira que o país atravessa um problema com casos de doping e admitiu a necessidade de mudança. A declaração acontece no momento em que os espanhóis lutam pela sede dos Jogos Olímpicos de 2020.

“Nós temos um problema com doping e por isso temos a intenção de confirmar que as leis antidoping espanholas sigam o código da Agência Mundial Antidoping (Wada, na sigla em inglês)”, declarou Wert. “A Espanha precisa ganhar credibilidade”, completou.

O país é conhecido por ter uma legislação considerada falha no que diz respeito à luta contra o doping, já que não segue os termos da Wada. Esta seria uma das razões pelas quais fracassou em suas últimas candidaturas para receber os Jogos Olímpicos. Em 2009, a cidade de Madri ficou em segundo lugar na eleição que confirmou o Rio de Janeiro como sede do evento em 2016.

A capital espanhola está novamente no processo para sediar a olimpíada, desta vez a de 2020, e tem até esta quarta-feira para apresentar o dossiê da candidatura. Admitindo a preocupação com o doping e apontando a necessidade de mudanças, o país pode aumentar suas chances de vencer a eleição.

O problema da Espanha ficou em evidência nas últimas semanas, quando o ciclista local, Alberto Contador, um dos principais nomes da modalidade, foi punido com a perda do título da Volta da França de 2010 após testar positivo em um exame antidoping.

Outro caso que causou polêmica no país aconteceu no início do mês, quando uma rede de televisão francesa insinuou que o tenista espanhol Rafael Nadal e outros atletas locais se utilizariam de doping para ter vantagens no esporte.

Continua após a publicidade

Publicidade