Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Mineirinho no RJ: ‘em casa’, desafiando gigantes do surfe

Depois de vencer a etapa de Bells Beach, na Austrália, Adriano de Souza, que está no Billabong Rio Pro, é um dos adversários mais temidos pelos favoritos

Por Da Redação 10 Maio 2013, 15h28

Depois de vencer uma das etapas mais tradicionais do surfe mundial, a de Bells Beach, na Austrália, o paulista Adriano de Souza, mais conhecido como Mineirinho, é um dos favoritos para vencer o Billabong Rio Pro, que acontece na Barra da Tijuca, até o dia 19 de maio. Mineirinho já está na terceira fase do torneio e é apontado pelo lendário Kelly Slater como o brasileiro a ser batido nesta temporada. Ele falou à reportagem de Veja Rio em meio à competição. Confira um trecho da conversa:

Leia também: O voo de Gabriel Medina, o jovem ídolo do surfe brasileiro

As ondas do Rio são sempre imprevisíveis. Dá pra desenvolver alguma estratégia nessas condições? Esse é o tipo de mar (beachbreak, ondas com fundo de areia) que sempre me abençoou. Foi num mar assim que eu comecei a surfar, lá no Guarujá. Então é como se fosse a minha casa. Tento me dedicar ao extremo sempre. Mas a verdade é que, num mar assim, contra caras como esses, eu não me vejo em vantagem. As dificuldades são as mesmas que os gringos também enfrentam.

Estamos com chances reais de ter nosso primeiro campeão em breve, seja ele quem for. Como você se vê nessa disputa? Tudo que venho fazendo nos últimos anos é impor uma nova postura diante dos grandes surfistas do mundo. Eles estão com muito mais apoio, muito mais estrutura e vêm de um país onde há mais competições, onde são feitas as melhores pranchas. Todas essas vantagens fazem um campeão e eles vivem isso desde os anos 50.

Leia a entrevista completa em Veja Rio

Continua após a publicidade
Publicidade