Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Mineirinho e Filipe Toledo avançam em Fiji; Medina vai para a repescagem

Dos dez brasileiros competindo no arquipélago, cinco venceram suas baterias de estreia e já estão na terceira fase. A outra metade vai disputar a repescagem

Começou na tarde de sábado (manhã de domingo em Fiji) o Fiji Pro, quinta parada do circuito mundial de surfe. Mesmo sem os tubos característicos da etapa, cinco brasileiros se deram bem nas ondas de Cloudbreak, na ilha de Tavarua, e avançaram direto para a terceira fase do evento: Filipe Toledo, Jadson André, Miguel Pupo, Adriano de Souza e Wiggolly Dantas.

Wiggolly foi um dos destaques do dia, ao lado do sulafricano Jordy Smith e do americano Kelly Slater. Esta foi a primeira vez no ano que o onze vezes campeão mundial de surfe venceu sua bateria no round 1. Kelly amarga um 35º lugar no ranking geral e conta com a etapa de Fiji, que já faturou quatro vezes, para se recuperar na tabela.

LEIA TAMBÉM:

Fiji Pro: o que você precisa saber sobre a 5ª etapa do tour

WSL compra a piscina de ondas de Kelly Slater

Campeão mundial de 2014, Gabriel Medina foi derrotado pelo compatriota Jadson André e terá que disputar a repescagem, que pode acontecer ainda hoje, a partir das 16h30 (horário de Brasília). Os dois brasileiros mais bem colocados em 2016 também não começaram da forma como queriam: o potiguar Ítalo Ferreira, vice-líder do circuito, perdeu para Miguel Pupo, e o paulista Caio Ibelli, para o australiano Adam Melling. Alejo Muniz e Alex Ribeiro também terão mais uma chance no round 2.