Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Milan vence o Cagliari e joga pressão em cima da Juventus

O Milan visitou o Cagliari nesta terça-feira e jogou pressão para cima da líder Juventus. Atuando de forma segura, a equipe rubro-negra até sofreu um pouco no primeiro tempo, mas controlou o jogo no segundo e acabou saindo com a vitória por 2 a 0, com gols de Nocerino e Ibrahimovic. Robinho teve boa atuação e foi responsável pelas duas assistências.

Com o resultado, os rubro-negros chegaram aos 34 pontos na tabela de classificação, um a mais que a Velha Senhora. Para terminarem o ano à frente dos arquirrivais, os comandados de Massimo Allegri precisam torcer para que os alvinegros não vençam o difícil duelo ante a Udinese, no Friulli.

Na próxima rodada, a primeira do ano de 2012, os milanistas encaram a Atalanta, fora de casa, enquanto o rival tenta se afastar da zona do descenso recebendo o Genoa.O Jogo – A partida começou a todo vapor, com as duas equipes tendo chances reais de gol em menos de três minutos. A diferença foi o aproveitamento que cada lado teve de cada uma.

Enquanto Thiago Ribeiro recebeu na área e bateu cruzado, carimbando a trave, Robinho recebeu em velocidade, invadiu a área e com um toque limpou zagueiro e goleiro. Sem ângulo, o brasileiro chutou rasteiro para o meio da pequena área e encontrou Nocerino, que se antecipou a um defensor e tocou para o gol vazio.

Apostando na rapidez do ex-cruzeirense, os donos da casa tentavam ameaçar a defesa adversária com jogadas pelas laterais. Ekdal arriscou uma bomba de fora da área aos 13 minutos, e só não igualou o placar devido a grande intervenção de Abbiati.

A partir daí, no entanto, uma sucessão de erros de passe por ambos os lados impediu que o embate tivesse o mesmo ritmo acelerado. Assim, o jogo se arrastou até o intervalo sem grandes oportunidades.

Na volta para a etapa final, no entanto, os visitantes voltaram dispostos a definir a sua vitória. Aos três minutos, Aquilani arriscou de fora da área e levou perigo. Aos 12, após linda enfiada de Ibrahimovic, Robinho driblou o goleiro, mas acabou mandando por cima da trave.

Porém, aos 15, não teve escapatória. Em boa tabela entre Robinho e Ibra, o ex-santista desviou de cabeça e serviu o sueco. Com calma, ele tirou do zagueiro com um toque e, na saída do goleiro, se esticou para desviar levemente deixar o seu.

Depois, o Milan precisou apenas administrar a vantagem para assegurar o triunfo. Em dois contra-ataques, Pato, que havia substituído Robinho, teve chance de ampliar, mas não conseguiu.