Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Milan para Messi e vence o Barcelona na Liga dos Campeões

Vitória por 2 a 0 deixa time italiano bem perto das quartas de final

Com uma grande atuação defensiva e muito oportunismo no ataque, o Milan venceu o Barcelona por 2 a 0, nesta quarta-feira, e deu um passo gigantesco para avançar às quartas de final da Liga dos Campeões. O resultado obriga o Barcelona a vencer por três gols de diferença o jogo de volta, daqui a duas semanas, para se manter na mais rica competição de clubes do mundo.

Leia também:

Neymar pode ser suspenso por 15 jogos no Paulistão

No futebol, um em dez já recebeu proposta de manipulação

Libertadores: Corinthians incia a busca pelo bicampeonato

Mesmo com forte domínio, o Barcelona insistiu demais na troca de passes em frente a área, em um gramado pesado. Perdido em meio aos marcadores, Messi pouco conseguiu criar e não teve espaço para tentar suas arrancadas geniais. O time chegou a ter 65% da posse de bola durante o primeiro tempo, mas levou pouco perigo ao gol milanês.

Lionel Messi do Barcelona deixa campo após a derrota para o Milan pela Liga dos Campeões da Europa Lionel Messi do Barcelona deixa campo após a derrota para o Milan pela Liga dos Campeões da Europa

Lionel Messi do Barcelona deixa campo após a derrota para o Milan pela Liga dos Campeões da Europa (/)

Bem postado na defesa, com a intenção de definir o jogo em contra-ataques, o Milan começou a ter sucesso aos 10 minutos do segundo tempo: Montolivo recebeu a bola em cobrança de falta curta e chutou no canto direito de Valdés. A bola desviou na mão de Zapata, mas o árbitro deixou o jogo seguir, e Prince Boateng aproveitou a sobra para abrir o placar.

Aos 35, depois de suportar mais pressão do Barcelona, o Milan obteve outra descida certeira: Niang recebeu passe longo de Montolivo e tocou para El Shaarawy, que acertou passe preciso, por cima da defesa, para Muntari concluir de voleio.

Acompanhe VEJA Esporte no Facebook

Siga VEJA Esporte no Twitter

O jogo de volta será no dia 12 de março, em Barcelona, no estádio Camp Nou. Ao Milan, basta empatar ou até mesmo perder por um gol de diferença.

(Com agência Gazeta Press)