Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Milan admite ser ‘quase impossível’ contratar Kaká

Custo é principal impedimento do clube italiano para ter de volta o jogador

O Milan ainda sonha em ter Kaká novamente no seu elenco, mas o clube já admite ser praticamente impossível contratar o meia brasileiro na atual janela de transferências. Na quarta-feira, quando o time italiano disputou amistoso justamente contra o Real Madrid em Nova York, nos Estados Unidos, os dirigentes dos dois clubes se reuniram e Adriano Galliani, vice-presidente do Milan, saiu pessimista do encontro.

“A operação Kaká é muito difícil. É quase impossível. Os custos são altos e os salários muito altos”, disse o dirigente, em entrevista à Sky Sport. Como admitido pelo dirigente do Milan, o problema para contratar Kaká é financeiro. E José Mourinho, técnico do clube espanhol, avisou que não se recusa a uma possível saída do meia brasileiro, mas ressaltou que a sua equipe precisará ser recompensada.

“Ficarei feliz se Kaká permanecer e feliz se ele sair”, disse Mourinho. “No futebol, é importante que os jogadores joguem onde querem. Ele estápreparado para jogar no mais alto nível. Se quiser ficar, perfeito. Se ele sair, perfeito, mas não o daremos de graça. Se eles quiserem, terão que pagar por isso”, completou.

Na noite de quarta-feira, Kaká foi um dos destaques da vitória do Real Madrid por 5 a 1 sobre o Milan no amistoso disputado em Nova York. Com o futuro indefinido, o brasileiro começou a partida no banco de reservas, mas deu duas assistências diante do seu ex-clube.

Kaká defendeu o Milan entre 2003 e 2009, quando viveu alguns dos melhores momentos da sua carreira, como a conquista da Liga dos Campeões da Europa na temporada 2006/2007, além de ter sido eleito o melhor jogador do mundo pela Fifa em 2007.

Em junho de 2009, Kaká foi contratado pelo Real Madrid em transação estimada em 65 milhões de euros. O alto investimento, porém, ainda não trouxe o retorno esperado pelo clube espanhol, que viu o brasileiro sofrer com diversas lesões e atuações irregulares, o que o levou a ser relegado ao banco de reservas na última temporada. Assim, o interesse do Milan poderia provocar seu retorno ao futebol italiano, mas o clube parece pouco otimista em conseguir recontratar o meia após reunião com a equipe espanhola.

(Com Agência Estado)