Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Mike Tyson diz que foi vítima de abuso sexual na infância

Ex-boxeador americano falou pela primeira vez sobre o assunto. Ele diz ter sido violentado na rua, em Nova York, por um homem, quando tinha apenas 7 anos

O ex-boxeador Mike Tyson revelou que foi vítima de abuso sexual na infância. Em entrevista à rádio americana Opie Radio, o ex-campeão dos peso-pesados contou que um homem o agarrou na rua quando ele tinha apenas 7 anos e morava no bairro de Bedford-Stuyvesant, no Brooklyn, Nova York. “Um homem me assediou e abusou sexualmente de mim”, contou. Na quinta-feira, a emissora divulgou o vídeo da entrevista de Tyson.

Leia também:

Em comercial, Tyson devolve a orelha de Holyfield; assista

‘Não vou sobreviver se não receber ajuda’, diz Tyson

Ringue usado por Ali e Foreman é roubado no Congo

Os jornalistas que participavam da conversa ficaram surpresos e perguntaram mais detalhes sobre o episódio. O ex-lutador de 48 anos contou que conseguiu se desvencilhar do agressor e fugir. “Não me lembro sempre disso. Bom, talvez lembre, mas não é algo que me envergonhe”, afirmou. Foi a primeira vez que Tyson falou sobre ocorrido. Mesmo em sua autobiografia, em que fala abertamente sobre seus problemas com drogas, álcool e mulheres, ele jamais havia mencionado o caso de abuso sexual.

O ex-lutador, que cresceu em bairros com altíssimos índices de criminalidade e não contava com uma estrutura familiar sólida, contou que o caso nunca foi denunciado à polícia e que nunca mais viu o agressor. Tyson disse que não sabe se o episódio teve alguma influência em sua personalidade. Em 1992, Tyson foi condenado a seis anos de prisão sob a acusação de ter estuprado a jovem Desiree Washington. O ex-lutador sempre alegou inocência. Foi solto depois de três anos graças a uma redução de pena.

(Com agência EFE)