Clique e assine a partir de 9,90/mês

Michael Schumacher está em estado crítico, diz hospital

Em primeiro boletim médico, hospital afirma que ex-piloto da Ferrari passou por uma cirurgia imediatamente após acidente

Por Da Redação - 29 dez 2013, 19h05

O ex-piloto alemão Michael Schumacher está em estado crítico, de acordo com boletim médico divulgado pelo Hospital da Universidade de Grenoble (CHU), na França. O maior campeão da história da Fórmula 1 passa por atendimento médico depois de cair e bater a cabeça em pedra enquanto esquiava nos Alpes franceses. “Ele está em coma, com traumatismo craniano, e necessitou de uma neurocirurgia imediatamente”, informou o hospital, no primeiro boletim médico oficial, de acordo com a emissora de rádio e TV francesa RMC.

Leia também:

Schumacher bateu a cabeça e está sob cuidados médicos, diz porta-voz

Schumacher faz campanha contra excesso de velocidade

Continua após a publicidade

Schumacher sofre acidente de esqui

O acidente ocorreu na manhã deste domingo em um resort na localidade de Meribel. A cidade está localizada no sudeste da França, a cerca de 600 quilômetros de Paris. O centro turístico está em uma das mais famosas estações de esqui do mundo. Em 2013, o local foi sede da Copa do Mundo de Esqui.

De acordo com a BBC, o ex-piloto esquiava com um de seus filhos e outras pessoas em uma área localizada fora da pista do resort, prática considerada perigosa. Ele foi atendido por dois funcionários da pista de esqui e depois encaminhado ao Centro Hospitalar de Moutiers. Logo depois, o piloto foi transferido para o hospital de Grenoble, onde há um centro especializado em traumas.

Schumacher está sob os cuidados do médico Gerard Saillant, amigo pessoal do ex-piloto. A chegada do médico às pressas deu indícios de que o acidente sofrido pelo piloto seria grave. De acordo com a BBC, ele é especialista em traumas do cérebro e da espinha e já prestou socorro a Schumacher em outras ocasiões, como durante um acidente no GP de Londres, em 1999.

Continua após a publicidade

Solidariedade – Por meio das redes sociais, pilotos de F1 e amigos pessoais de Schumacher manifestaram seu apoio ao piloto e sua família. “Estou rezando para Deus te proteger irmão. E que você tenha uma rápida recuperação Michael”, escreveu o brasileiro Felipe Massa, por meio de sua conta oficial no Instagram.

“Todos os nossos pensamentos estão com Schumi e sua família. Que ele se recupere rapidamente”, escreveu o piloto francês Romain Grosjean, da Lotus, por meio de sua conta oficial no Twitter.

Outro piloto da F1 a utilizar o Twitter para se manifestar sobre o acidente foi Adrian Sutil, da Force India. “Eu espero que Michael Schumacher fique bem logo. Tudo de melhor para ele e sua família”, disse o piloto, por meio da rede social.

Carreira – O ex-piloto foi campeão do mundo por sete vezes. Dois títulos foram conquistados pela Benetton (1994 e 1995), e cinco pela italiana Ferrari, onde permaneceu por dez anos, entre 1996 e 2006. Schumacher voltou ao esporte em 2010 com a Mercedes.

Continua após a publicidade

No final de 2012, o alemão se despediu definitivamente da Fórmula 1 no GP do Brasil. Ele se aposentou aos 43 anos com 155 pódios, 1566 pontos, 91 vitórias e 68 pole positions em 308 etapas.

O ex-piloto completará 45 anos em 3 de janeiro de 2014.

Publicidade