Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Michael Schumacher elege Senna como ídolo em entrevista inédita

O piloto também destacou o título mais emocionante de sua carreira em entrevista divulgada por sua família

A família do alemão Michael Schumacher divulgou nesta quarta-feira uma entrevista inédita do ex-piloto da Ferrari, realizada em 2013, ano em que ele sofreu um acidente de esqui que o deixou com graves lesões cerebrais. Na ocasião, o heptacampeão da Fórmula 1 elegeu o brasileiro Ayrton Senna como um de seus ídolos do automobilismo.

“Na minha época de Kart, na infância, eu acompanhava muito o Ayrton Senna e o Vincenzo Sospiri (ex-piloto italiano que teve curta passagem na Fórmula 1). Eu os admirava muito porque eram grandes pilotos. Meu maior ídolo, no entanto, era Toni Schumacher (ex-jogador e técnico da seleção alemã), porque ele era um ótimo jogador de futebol”, revelou o piloto.

Schumacher também contou que o piloto que ele mais respeitava na Fórmula 1 era o finlandês Mika Häkkinen, bicampeão da categoria e rival do alemão, com quem protagonizou ‘grandes batalhas’. Campeão pela primeira vez em 1994, pela Benetton, Schumacher garantiu que o título mais emocionante de sua carreira foi em 2000, com a Ferrari.

“O título mais emocionante foi em Suzuka (Japão), em 2000, com a Ferrari. Eram 21 anos sem título para a Ferrari e para mim eram quatro anos tentando sem conseguir. Vencemos em Suzuka em uma corrida excepcional e conquistamos o grande título”, finalizou Schumacher.

Apesar da divulgação da entrevista, a família do heptacampeão continua sem dar notícias sobre o atual estado de saúde de Schumacher. Na última semana, Corinna Schumacher, esposa do alemão, afirmou, em carta enviada a um cantor, que ele não irá desistir de sua recuperação.