Clique e assine a partir de 9,90/mês

Messi comanda a goleada da Argentina em Buenos Aires

Ele fez um e participou da jogada dos outros 3 gols nos 4 a 0 sobre o Equador

Por Da Redação - 2 jun 2012, 21h27

Toques rápidos, precisos, movimentação constante e eficiência nas finalizações: a Argentina teve uma atuação empolgante diante do Equador neste sábado à noite, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2014. O comandante do show foi Lionel Messi, que marcou uma vez e participou das principais jogadas do ataque na goleada por 4 a 0 em Buenos Aires. Com o resultado, a Argentina assegura a liderança isolada da competição, com dez pontos, graças ao empate do Uruguai com a Venezuela. Em segundo lugar, o Chile soma nove. O Equador é o quinto colocado, com seis pontos.

A próxima rodada das Eliminatórias Sul-americanas será disputada no final de semana que vem. A Argentina estará de folga, já que a competição apresenta nove participantes em função da ausência do Brasil. Por causa disso, os argentinos enfrentarão a própria seleção brasileira num amistoso nos EUA. O Equador atua no domingo, dia 10, diante da Colômbia, em Quito.

A Argentina começou o jogo disposta a confundir a marcação do adversário. Na primeira chance, a triangulação entre Gago, Aguero e Messi rendeu a primeira chance. No chute do camisa 10, Domínguez fez a defesa em dois tempos. O Equador só conseguiu incomodar em uma investida de Suárez, aos 15 minutos, que não trouxe muito perigo a Romero. A partir daí, o show foi exclusivamente dos donos da casa.

O primeiro gol da Argentina saiu aos 19 minutos. A jogada começou com Messi, passou por Di María e chegou a Agüero nas costas da zaga. O atacante, em posição duvidosa, aproveitou a hesitação do goleiro e chutou cruzado para balançar as redes. Perdido, o Equador não conseguia parar Messi no meio-campo. O craque do Barcelona criou a jogada do segundo gol, aos 21 minutos, quando arrancou pelo meio e serviu para Higuaín vencer Domínguez.

Ainda no primeiro tempo, Messi também deixou a sua marca. Em um lance que começou com um desarme de Mascherano no campo de defesa, o camisa 10 disparou pelo meio-campo, tabelou com Higuaín e tocou por cima do arqueiro. Para o segundo tempo, a Argentina deu sinais, logo no primeiro minuto, que não iria manter o mesmo ritmo. Em um lance curioso, Higuaín quase fez um gol contra. O Equador tentou melhorar a produção do ataque com as entradas de Jaime Ayoví e Montero.

Mas a qualidade da Argentina era infinitamente superior. Aos 30 minutos, Messi acordou e aplicou uma série de dribles para abrir a defesa equatoriana. Na sequência da jogada, Sosa evitou a saída da bola pela linha de fundo e deu a assistência para Di María fuzilar no canto direito de Domínguez: 4 a 0.

(Com agência Gazeta Press)

Continua após a publicidade
Publicidade