Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Mesmo sem Hooker, Sollys/Osasco passeia contra o Pinheiros

As jogadoras do Sollys/Osasco entraram em quadra na noite desta segunda-feira sem a oposto americana Destine Hooker, que lesionou a mão direita dentro de sua própria casa e acabou afastada por tempo indeterminado. Mesmo assim, a equipe não deu chances ao Pinheiros e voltou a vencer na Superliga por 3 sets a 0, com parciais de 25/17, 25/14 e 25/15.

Mostrando vastas opções de ataque, mesmo sem a oposto, as donas da casa não tomaram conhecimento das jovens adversárias no ginásio José Liberatti. Jaqueline e Thaisa, cada uma com cinco pontos, passaram fácil pelo bloqueio e ajudaram na disparada do primeiro set, já na parte final, para fazer o 25 a 17.

No segunda parcial, o grande nome foi Tandara. Achando bem tanto a diagonal quanto a paralela da quadra rival, a substituta de Hooker fez seis pontos de ataque, combinados com um de saque e outro de bloqueio, auxiliando no 25 a 14.

No último set, o grande destaque foi a participação da baixinha Camila Brait. Mostrando muita raça, ela protagonizou uma série de defesas, abafando até uma tentativa de reação das pinheirense, e recebendo o prêmio de melhor jogadora após o 25 a 15.

Com o resultado, as osasquenses chegam a 21 pontos, mesmo número do Vôlei Futuro, mas tendo uma partida a mais. A Unilever, que encara o Usiminas, é outra que pode ultrapassar o Sollys.