Clique e assine com 88% de desconto

Mesmo após ultrapassagens, Alonso defende estratégia de um pit stop

Por Da Redação - 10 jun 2012, 19h42

O espanhol Fernando Alonso caiu muito de ritmo na parte final do Grande Prêmio do Canadá de Fórmula 1, neste domingo, e caiu da liderança para a quinta colocação. Mesmo assim, ele defendeu a estratégia de realizar apenas uma parada para troca de pneus, que o deixou lento na pista nas últimas voltas.

O Grande Prêmio do Canadá de F-1 foi vencido pelo britânico Lewis Hamilton, que parou duas vezes nos boxes e tinha pneus novos no fim da prova. Assim, diminuiu em poucas voltas sua distância para o espanhol e fez sem problemas a ultrapassagem. Sebastian Vettel, que também apresentava rendimento ruim pelo desgaste dos compostos, fez um pit stop já nas voltas finais, fundamental para que ele ultrapassasse Alonso e ficasse em quarto.

‘Eu me sinto bem, tentamos ganhar. Nós tomamos a decisão para tentar vencer a corrida e não funcionou, não por causa da estratégia, mas pela degradação de pneus. Quero que isso fique bem claro, porque haverá confusão amanhã de pessoas que não entendem a corrida’, disse Alonso.

Além de Hamilton e Vettel, Romain Grosjean e Sergio Pérez, que fizeram apenas uma parada nos boxes durante a prova, mas degradaram menos os pneus, também ultrapassaram Alonso nas voltas finais. O fato foi utilizado pelo espanhol para defender sua estratégia.

Publicidade

‘Paramos na mesma volta que Grosjean e ele terminou em segundo com os mesmos tempos de voltas que Hamilton. Então a questão não era parar com Hamilton ou não parar, ou parar uma ou duas vezes. O problema é que Grosjean fez 55 voltas com os pneus em bom ritmo e eu só fiz 45. Esse é o único problema’, reclamou.

Publicidade