Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Meia é só elogios ao ‘herdeiro’ Messi

Brasileiro exalta futebol do amigo antes do reencontro em torneio amistoso no campo do Barcelona

Quando Ronaldinho Gaúcho conheceu Lionel Messi, em 2004, o argentino tinha 17 anos e ainda era uma promessa no futebol. Mas desde aquela época em que começaram a atuar juntos no Barcelona, o brasileiro tinha certeza de que Messi viria ser o melhor jogador do mundo, conquista alcançada na última eleição da Fifa. Ronaldinho e Messi vâo se reencontrar nesta quarta-feira, em jogo válido por um torneio amistoso, no estádio Camp Nou, em Barcelona. Messi continua vestindo a camisa do Barcelona. Ronaldinho é do Milan desde 2008. Em entrevista ao jornal Mundo Deportivo, o melhor do mundo nas temporadas 2004 e 2005 disse que o ex-companheiro de Barcelona continua sendo o melhor jogador da atualidade.

“Não há outro como ele. Não há jogador no mundo que jogue como Leo. Ele continua fazendo coisas diferentes. Individualmente é o melhor do mundo sem discussão”, disse Ronaldinho, ex-camisa 10 do time espanhol. “Não consigo vê-lo apenas como jogador porque é meu amigo. Para mim, Leo é um menino, sempre será um menino, como um irmão menor. Eu o vi crescer. Eu me sinto orgulhoso de vê-lo como melhor do mundo”, acrescentou.

Fora da seleção brasileira que foi à Copa da África do Sul, Ronaldinho também comentou sobre o título da Espanha. “Fiquei feliz pelos meus irmãos do Barça (a equipe catalã era a base da seleção). A Espanha venceu a Copa porque homenageou o futebol”, disse.