Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Medalhista em Sochi, patinador do Cazaquistão é assassinado aos 25 anos

Patinador foi esfaqueado durante uma tentativa de roubo

Medalhista olímpico na patinação artística, Denis Ten foi assassinado nesta quinta-feira depois de uma discussão com pessoas que tentavam roubar o retrovisor do seu carro em Almaty, a cidade cazaque onde nasceu, de acordo com informações da agências de notícias locais. Os médicos anunciaram que o patinador, de 25 anos, morreu em um hospital da cidade, vítima dos ferimentos provocados pelo esfaqueamento. A polícia do Cazaquistão investiga o caso, mas ninguém foi preso até agora.

Nascido de uma família de origem coreana, Ten faturou o bronze nos Jogos de Sochi, em 2014, para se tornar o primeiro medalhista olímpico do Cazaquistão na patinação artística. O patinador canadense Patrick Chan, que conquistou a medalha de prata na mesma competição, escreveu em seu perfil no Twitter que se sentiu “honrado e grato por compartilhar o gelo” com Ten. “Um dos mais belos patinadores que deram graça ao nosso esporte. Meus pêsames para sua família durante esse momento inimaginável”.

A União Internacional de Patinação afirmou sentir-se “profundamente entristecida” pela notícia da morte de Ten. “Hoje é um dia muito sombrio para todos nós que conhecemos e gostávamos desse jovem patinador e nos inspiramos em seu talento e criatividade”, declarou em um comunicado o presidente do Comitê Olímpico do Cazaquistão, Timur Kulibayev. “Ao longo de sua carreira esportiva, Denis foi um exemplo com sua motivação, fortaleza e sua personalidade de campeão.”

Ten também ganhou o campeonato Quatro Continentes em 2015, e foi medalhista de prata no Mundial de 2013. Com lesões em anos recentes, ficou apenas na 27ª posição nos Jogos Olímpicos de Pyeogchang em fevereiro.