Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Materazzi revela mágoa com a Inter e lamenta fase atual da equipe

Aclamado durante muitos anos como o principal zagueiro da Inter de Milão, o italiano Marco Materazzi voltou a falar sobre o modo como foi tratado pela diretoria da equipe em seus últimos anos no clube e reforçou sua mágoa com os dirigentes que selaram sua saída do time. Incomodado com a forma como sua passagem pelo futebol de seu país terminou, o defensor também comentou sobre a crise vivida pelos ‘nerazzurri ‘e foi pessimista ao falar das metas traçadas para este ano.

Segundo Materazzi, a diretoria da Internazionale não soube valorizar todas as conquistas que obteve com a camisa do clube e foi desleal ao tratá-lo como um jogador descartável. O atleta revelou que ficou decepcionado com o time e evitou procurar notícias e acompanhar os jogos para tentar esquecer do que foi vivido em Milão.

‘Nos últimos meses eu não podia ver a Inter, pois estava arrasado, chorando. Eu não tinha espírito e nem coração nos últimos anos. O que aconteceu lá não tem nenhuma justificativa’, criticou o zagueiro, em entrevista ao jornal ‘Gazzetta dello Sport’.

Conhecido por ser um dos grandes líderes que passaram pela Inter e pela própria seleção italiana nos últimos anos, Materazzi também foi taxativo ao destacar a fase vivida por seu ex-clube nas competições em disputa. O time do técnico Claudio Ranieri conseguiu encerrar uma longa sequência negativa na última sexta-feira e precisa tirar a vantagem aberta pelo Olympique para avançar à próxima fase da Liga dos Campeões.

‘Convencer alguns jogadores a vir para o Inter e jogar a Liga Europa não será fácil. Mas sejamos objetivos: há muitos pontos nos separando do terceiro lugar. Se passarmos pelo Olympique, será mais fácil chegar à final da Liga dos Campeões do que terminar em terceiro no Campeonato Italiano’, concluiu o pessimista defensor, que atualmente procura um clube para encerrar a sua carreira oficialmente.