Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Massa sinaliza erro na estratégia, mas vê prova ‘sólida’ em Mônaco

Por Da Redação - 27 maio 2012, 12h47

Em sua melhor performance nesta temporada, o brasileiro Felipe Massa terminou o Grande Prêmio de Mônaco, realizado na manhã deste domingo, na sexta colocação. Ele apontou um erro de estratégia da Ferrari, mas comemorou a solidez de sua prova, algo que espera manter nas próximas etapas.

‘Foi uma boa corrida. Uma pena ter ficado atrás do Vettel e do Hamilton, porque dava para brigar para ultrapassá-los na estratégia. Acabei parando uma volta depois e talvez isso possa ter prejudicado um pouco em uma ou duas posições’, declarou o piloto da Ferrari..

No treino classificatório, Massa garantiu a sétima colocação do grid, seu recorde em 2012. Ele saltou para o quinto lugar na largada, mas não conseguiu manter a escalada durante a prova e acabou em sexto, já que o alemão Sebastian Vettel (Red Bull) veio do 10para o quarto posto graças a uma estratégia diferenciada de corrida.

Em situação delicada na temporada, o brasileiro não deixou de comemorar os oito pontos conquistados em Mônaco. ‘Foi muito bom voltar aos pontos e fazer uma prova sólida do que começo ao final. Isso valeu muito e vamos tentar manter daqui para a frente’, declarou.

Publicidade

No último ano de contrato com a Ferrari, Massa está cada vez mais pressionado, já que seu começo de temporada inexpressivo contrasta com a grande fase do espanhol Fernando Alonso, atual líder isolado do campeonato e companheiro na escuderia italiana.

Após chegar em sexto, Massa alfinetou o carro pela série de problemas que enfrentou nas primeiras etapas. ‘Trabalhamos para isso, e não para terminar sempre com algum problema. Hoje, não teve problema nenhum. Talvez poderia ter sido uma ou duas posições melhores, mas a corrida valeu’, disse.

Após as seis primeiras etapas do campeonato, o brasileiro soma 10 pontos ganhos, cinco a menos que o compatriota Bruno Senna (Williams), e aparece na 14colocação. Com 76 pontos, Fernando Alonso lidera com três de vantagem para o alemão Sebastian Vettel e para o australiano Mark Webber, ambos da Red Bull.

Publicidade