Clique e assine a partir de 9,90/mês

Massa apoia decisão de banir asa traseira na curva na Eau Rouge

Por Da Redação - 24 ago 2011, 15h39

O banimento das asas traseiras na curva Eau Rouge, no circuito belga de Spa-Francorchamps, próxima etapa da Fórmula 1, neste fim de semana, foi elogiado pelo brasileiro Felipe Massa, da Ferrari. Segundo ele, foi a decisão mais sensata a se fazer para evitar acidentes.

‘Eu tenho acompanhado a discussão sobre o uso das asas móveis em Eau Rouge e acho que proibir durante todo o fim de semana naquele trecho é a decisão correta’, disse nesta quarta-feira, ao site oficial da Ferrari. ‘Como pilotos, nós sempre usamos a asa e isso podeira causar um acidente, por causa da natureza daquela curva. Então, assim como aconteceu com o túnel de Mônaco, acho que essa é a melhor solução’, completou.

Leia mais:

Outro fator que levou à proibição do dispositivo foi caso os pilotos não soubessem exatamente a posição da asa, isto é, se está aberta ou não. Segundo Charlie Whiting, diretor de provas da FIA (Federação Internacional de Automobilismo), os pilotos ainda correm sérios riscos de entrarem na curva sem saber o que se passa na parte traseira do carro.

Continua após a publicidade

‘Queremos evitar que os pilotos passem por lá pensando que a asa está na posição certa, quando pode não estar. Pensamos que essa é a medida de segurança mais correta para uma curva tão rápida e tão exigente como essa’, disse o dirigente.

Publicidade