Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Marquinhos revela como marcou Messi com virose

Zagueiro sofreu com diarreia e vômito horas antes do clássico na semifinal

TERESÓPOLIS – O zagueiro Marquinhos, um dos destaques da campanha da seleção brasileira na Copa América, revelou nesta sexta-feira, 5, antes do treino na Granja Comary, que atuou na semifinal diante da Argentina com uma forte virose. Ele foi substituído por Miranda aos 18 minutos do segundo tempo.

“Estou bem, graças a Deus. No dia do jogo, acabei pegando uma virose, passei o dia no hotel. Foi muito complicado, tive diarreia, vômito… Até consegui jogar um pouco, mas a hora que começou a piorar, por causa do esforço, tive de sair. Depois do jogo piorou, tive febre e tive que ir para a enfermaria do Mineirão”, revelou o defensor de 25 anos, que diz já estar recuperado, tanto que apareceu de chinelo apesar do intenso frio em Teresópolis.

O jogador do PSG ainda brincou sobre como foi marcar Lionel Messi com virose. “Não foi fácil, não, até porque ele estava inspirado, assim como toda a seleção argentina. Foi bem difícil, mas creio que nossa seleção conseguiu anular bem os ataques deles, e nos que não conseguimos o Alisson foi bem ou tivemos sorte de a bola bater na trave.”

A seleção brasileira, que neste domingo, 7, enfrenta o Peru na decisão, no Maracanã, não levou nenhum gol nos cinco jogos que fez. Por outro lado, o torneio não tem grandes destaques ofensivos  – há 13 atletas empatados na artilharia com apenas dois gols -, o que faz com que defensores possam sonhar com o prêmio de melhor jogador do torneio. Marquinhos, no entanto, minimizou a importância dos troféus individuais.

“Os atacantes são aqueles que realmente dão a alegria com os gols e por isso acabam sendo privilegiados nos prêmios individuais. Claro, se acontecer, vamos receber com a maior alegria, não só eu como qualquer outro jogador de defesa. Mas nosso foco é ser campeão e ser premiado coletivamente.” Brasil e Peru fazem a fina às 17h de domingo.