Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Marquinhos espera que o Vitória tenha vergonha na cara na Série B

Por Da Redação Atualizado em 19 jul 2016, 14h12 - Publicado em 24 Maio 2012, 01h12

A goleada por 4 a 1 sofrida para o Coritiba nesta quarta-feira não determinou apenas a eliminação do Vitória na Copa do Brasil, mas também motivou as críticas dos jogadores rubro-negros ao comportamento dos seus próprios companheiros de clube. Conhecido por ser um dos líderes do elenco, Marquinhos foi quem exigiu uma mudança de postura da forma mais ríspida e cobrou ‘vergonha na cara’ do restante da equipe.

O armador acredita que uma derrota para o Coritiba no Couto Pereira seria algo normal, mas não aceita a forma como o Leão se comportou diante do estilo de jogo do seu adversário. Envergonhado, o atleta disse que faltou força de vontade ao Vitória e pediu para que o time dispute o Campeonato Brasileiro da Série B de um jeito totalmente diferente.

‘Tem que tomar vergonha na cara e pensar no Brasileiro para fazer uma boa competição. É complicado sair da nossa casa e chegar aqui respeitando o adversário da forma como foi. Perder por 2 a 1, tudo bem, mas tomar quatro gols dessa maneira não pode. Eu estou muito envergonhado e temos que pensar em não repetir os erros na Série B’, analisou o atleta.

No primeiro compromisso do Vitória na competição, a equipe sofreu para superar o Grêmio-SP e teve dificuldades para encontrar o gol. Mesmo com a vitória por 1 a 0 sobre a equipe paulista, o técnico Paulo César Carpegiani não aprovou o rendimento de seu time e efetuou algumas mudanças táticas entre os titulares que iniciaram o duelo diante do Coritiba.

Com a goleada sofrida e a eliminação da Copa do Brasil decretada, o treinador voltará a analisar as peças que tem à sua disposição para montar o time que seguirá na disputa pelo acesso à elite do futebol brasileiro. O próximo compromisso do clube baiano será apenas na próxima terça-feira, contra o Criciúma, já que o duelo com o América-RN, válido pela segunda rodada, foi adiado para o dia 5 de junho.

Continua após a publicidade
Publicidade