Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Mark Hunt detona Werdum após doping: ‘Volte para a favela’

Lutador gaúcho rebateu as ofensas relembrando seu nocaute diante do neozelandês, no UFC 180, há quatro anos

O lutador neozelandês Mark Hunt não poupou críticas – nem xingamentos – ao brasileiro Fabrício Werdum, que nesta semana foi suspenso por dois anos após ter falhado em exame antidoping. Substituto do gaúcho na luta principal do UFC Moscou, Hunt se disse “feliz” com a punição dada a Werdum.

“Ele deveria estar aqui, mas é isso que se ganha por ser fraco. Esse é seu prêmio, Fabricio, por ter a cabeça tão fraca. Te vejo depois”, afirmou Hunt, em entrevista coletiva na capital russa. Entre diversos palavrões e ofensas a Werdum, o veterano peso-pesado exclamou: “Volte para as favelas, Werdum.”

Hunt ainda relembrou sua derrota para Werdum no UFC 180, em 2014, quando o brasileiro conquistou o cinturão interino dos pesos-pesados. “Tive de perder 21kg em três semanas e meia para poder disputar o cinturão naquele evento. Levei uma joelhada na cabeça daquele trapaceiro, e depois ele venceu Cain Velásquez no México também. Aquilo me deixou muito irritado. E depois ele não me enfrentou, esse trapaceiro de m…. É um cachorro.”

Werdum responde com nocaute

O lutador gaúcho usou suas redes sociais para rebater o neozelandês com mais ofensas e ironia. O ex-campeão compartilhou um vídeo da joelhada com a qual venceu Hunt há quatro anos com a seguinte mensagem:

“Oh, olhe só… Lá está o samoano pequeno, gordo e cabeçudo tentando se fazer relevante novamente colocando meu nome em sua boca. Eu tenho uma outra coisa para você colocar na boca. Desta vez, é o meu joelho esquerdo. Aqui está uma lembrança caso você tenha esquecido. De todo modo, você provavelmente não lembra de nada disso.”

Werdum foi flagrado em um exame antidoping e recebeu suspensão de dois anos da Agência Antidoping dos EUA (Usada, na sigla em inglês). O atleta gaúcho de 41 anos falhou em exame realizado em 25 de abril, que apontou presença do esteroide anabolizante trembolona e do metabólito epitrembolona, substâncias proibidas pela Agência Mundial Antidoping (Wada).

A punição é retroativa ao dia 22 de maio de 2018, quando foi divulgado a suspeita de violação. O ex-campeão peso-pesado do UFC, portanto, só poderá voltar a lutar a partir de 23 de maio de 2020, quando estará com 42 anos.