Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Marin elogia Lucas e deixa claro que ouro olímpico é prioridade

Por Da Redação - 9 abr 2012, 17h41

Em entrevista concedida nesta segunda-feira, no Rio de Janeiro, o presidente da CBF José Maria Marin deixou claro que espera um grande desempenho da Seleção Brasileira nas Olimpíadas de Londres, torneio que nunca foi conquistado pelo time canarinho. Depois de definir o presidente da Federação Catarinense, Delfim Pádua Peixoto Filho, como chefe da delegação que irá à Inglaterra, Marin fez elogios ao meia Lucas, do São Paulo, e o definiu como exemplo de dedicação à equipe nacional.

‘Fiquei muito feliz com as declarações do Lucas, que é um jovem talento, dizendo que a sua meta é ser convocado para a Seleção olímpica. É essa vontade de fazer parte do grupo que precisamos. Temos jogadores praticamente consagrados, como ele e o Neymar, que ainda sentem a alegria de vestir a camisa da Seleção. Esse é o caminho que temos de seguir’, disse Marin.

Nas últimas convocações que realizou, o técnico Mano Menezes chamou alguns jogadores com idade olímpica, mas apenas Sandro, Neymar e Leandro Damião foram titulares no amistoso contra a Bósnia-Herzegovina, no último dia 28 de fevereiro, que abriu a temporada da Seleção Brasileira.

O grupo canarinho só voltará a se reunir em maio, a cerca de dois meses dos Jogos de Londres, quando deve ser iniciada efetivamente a preparação para a competição. Mesmo com o time ainda indefinido para o torneio, Marin afirmou que dará todo suporte à comissão técnica, mas não escondeu que a cobrança pelo ouro olímpico será grande.

Publicidade

‘É claro que temos preocupação com a Copa do Mundo de 2014, mas antes temos 2012, e para nós é prioridade a disputa de título que Brasil vem perseguindo há muito tempo. A CBF não só vai se preocupar com a conquista, mas também vai apresentar infra- estrutura para que nossa Seleção traga para o País um titulo tão desejado’, declarou o dirigente, transferindo para Mano Menezes a responsabilidade por um eventual fracasso em Londres.

Publicidade