Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Marin e Alckmin garantem abertura da Copa no Itaquerão

Acidente que matou dois operários na quarta deve atrasar a obra do estádio

Por Da Redação 28 nov 2013, 14h57

O presidente da CBF, José Maria Marin, e o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), garantiram nesta quinta-feira que, mesmo que o acidente no Itaquerão atrase a conclusão da obra, a abertura da Copa do Mundo de 2014 será no novo estádio do Corinthians. “Lamento muito as mortes, mas estou absolutamente convicto de que a Copa do Mundo será aberta lá”, afirmou Marin, no Rio de Janeiro. Segundo Alckmin, como o primeiro jogo do torneio será apenas em junho, ainda há muito tempo para terminar a construção.

Leia também:

Técnico alertou sobre risco antes de acidente, diz sindicato

Itaquerão: acidente pode atrasar até a operação financeira

Operários fizeram churrasco para festejar fim da cobertura

Itaquerão: acidente agrava o aperto causado pelo ‘jeitinho’

Itaquerão: Defesa Civil diz que estrutura não foi afetada

Alckmin também defendeu rigor na apuração das causas da queda do guindaste que destruiu parte do estádio do Corinthians. “É preciso uma apuração rigorosa, da Polícia Civil, da Polícia Técnica e do Corpo de Bombeiros, até para evitar novos acidentes.” Ele também lamentou as mortes dos trabalhadores Fábio Luiz Pereira, de 42 anos, e Ronaldo Oliveira dos Santos, de 44 anos.

Leia também:

Obras de 2014 somam mais mortes que África do Sul-2010

Continua após a publicidade

MP vai investigar causas do acidente no Itaquerão

Operários em choque. Uma das vítimas tinha três filhos

Fifa lamenta tragédia em obra, que já repercute no exterior

Há 6 meses, Fifa exigiu pressa e ameaçou excluir estádio

A área afetada pelo acidente, cerca de 30% da parte leste do Itaquerão, foi interditada pela Defesa Civil, que trabalha com a Polícia Científica na perícia do local. O canteiro de obras não terá atividade por três dias por luto oficial decretado pelo Corinthians e pela construtora Odebrecht – responsável pelas obras do Itaquerão. Com mais de 94% concluído, o estádio deveria ser entregue até dezembro – prazo estipulado pela Fifa. Mas após o acidente, a própria entidade já calcula um atraso de 45 a 60 dias para a inauguração.

Detalhe da queda do guindaste no Itaquerão
Detalhe da queda do guindaste no Itaquerão VEJA

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade

Publicidade