Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Marcos manda mensagem de apoio a Deola e isenta Felipão no Verdão

Ídolo inquestionável do Palmeiras, Marcos aparece na mídia para abafar a pressão sobre Deola, o seu sucessor na meta alviverde. Na manhã desta quarta-feira, o eterno camisa 12 do Palestra Itália saiu em defesa do ex-companheiro – algo já previsível -, mas revelou que até mandou uma mensagem pelo telefone de apoio ao atual arqueiro do Verdão.

‘Eu mandei uma mensagem falando que as críticas são pesadas, duras, e tem que esquecer. Quando acontece uma coisa ruim, você deve apagar. Agora, é a hora de fazer outra história’, comentou Marcos, que é contra a troca de goleiros no Palmeiras.

‘O Deola tem que continuar na equipe. Quando levei seis gols, eu pedi para ser escalado na partida seguida. Acredito que tanto ele como até o Julio Cesar (do Corinthians) estão com vontade de dar a volta por cima’, emendou o Santo do Palestra Itália.

O momento instável de Deola é motivo de tristeza para Marcos. ‘Dói saber que isso está acontecendo com ele, a gente treinou junto muitos anos, eu o vi chegar no Palmeiras, ele não chegou do nada, começou a treinar novo. Cometeu um erro, faz parte. Não podem queimar o Deola, é um grande goleiro. Ano passado, ele fez grandes partidas, esse ano também salvou o Palmeiras’, disse o campeão mundial de 2002.

Em mais uma eliminação do Palmeiras, o trabalho de Luiz Felipe Scolari volta a ser questionado. Comandante do título da Libertadores de 1999, o gaúcho não conseguiu títulos desde que retornou ao clube, em 2007. Apesar das sete eliminações seguidas, Marcos considera exagerado responsabilizar o ex-comandante.

‘Eu acredito que pelos grandes nomes que passaram ali é até injusto falar que a culpa é do treinador. Quem tem de resolver são os jogadores em campo, precisa de força de vontade, saber que o Palmeiras está em situação complicada, ver que o torcedor está se decepcionando, até quando eu estava jogando isso vinha acontecendo. Como torcedor e amigo do pessoal, a gente torce para que seja diferente. Se perdeu o Campeonato Brasileiro, agora devem pensar na Copa do Brasil, mas cabe aos jogadores’, encerrou Marcos.

O Palmeiras pensa em recuperação a partir desta quarta-feira. A partir das 21h50 (de Brasília), enfrenta o Paraná Clube, na cidade de Curitiba, no início das oitavas de final do torneio nacional.