Clique e assine a partir de 8,90/mês

Maradona quer voltar à seleção argentina

Ele diz que é seu sonho e já admite mudanças na comissão técnica

Por Da Redação - 24 set 2010, 19h01

Diego Maradona revelou nesta sexta-feira que deseja voltar ao comando da seleção argentina, rompendo um silêncio que já durava cerca de dois meses, desde que deixou o cargo. O astro foi o treinador da Argentina na Copa do Mundo na África do Sul, quando foi eliminado nas quartas de final pela Alemanha. Depois disso, acabou sendo demitido, principalmente por não aceitar mudanças na sua comissão técnica.

“Daria minha vida para ser técnico da seleção”, afirmou Maradona, durante entrevista ao canal de TV Fox Sports. Foi a primeira vez que ele falou com a imprensa desde a eliminação no Mundial – quando foi demitido do cargo, no final de julho, apenas leu um comunicado.

Apesar do desejo de estar na seleção, Maradona explicou que seu retorno depende do presidente da Associação de Futebol da Argentina (AFA), Julio Grondona. Ele, no entanto, deu a entender que aceitaria mudanças na comissão técnica para poder voltar.

Maradona também aproveitou a entrevista para comentar sobre sua conturbada saída da seleção. Segundo ele, Grondona lhe teria dito logo depois da eliminação diante da Alemanha que a campanha na Copa “foi muito boa e que o trabalho seguiria até a Copa América de 2011”.

“Depois, Grondona me disse que a comissão técnica não estava à altura da seleção”, lembrou Maradona, que também não poupou seu sucessor no comando da Argentina, o técnico interino Sergio Batista, dizendo que ele não tem representatividade para ocupar o cargo.

(Com Agência Estado)

Continua após a publicidade
Publicidade