Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Maradona dispara contra Riquelme, seu desafeto: ‘traiu o Boca’

Diego Armando Maradona e Juan Román Riquelme nunca tiveram uma boa relação. Em 2009, quando o primeiro era técnico da seleção argentina, os dois trocaram algumas críticas, fazendo com que o meia se aposentasse definitivamente da Alviceleste. Depois disso, o Pibe afirmou que ‘Riquelme jamais jogaria novamente com ele’. Nesta semana, no entanto, esta história ganhou mais um capítulo.

Após o final da Copa Libertadores da América, Riquelme anunciou a sua saída do Boca Juniors, da Argentina, clube que defendeu por 11 anos, alegando que ‘se sentia vazio’. A decisão não agradou o mais ilustre torcedor do clube xeneize, Maradona, que disparou contra mais um de seus desafetos, este acusado de ‘traição’.

‘Ele (Riquelme) pode brigar comigo e deixar de ser convocado pela seleção nacional, mas ele não pode trair 75% dos torcedores do país’, disse o Pibe, referindo-se à incerta porcentagem de torcedores boquenses em solo argentino. ‘Se ele está vazio, que se encha’, ironizou o ex-jogador.Com mais dois anos de contrato no Boca Juniors, Riquelme já teria despertado o interesse de alguns clubes brasileiros, como o Flamengo, o Cruzeiro e o Palmeiras, que, no entanto, não revelaram suas posições sobre uma possível contratação. A diretoria do clube xeneize não admite perder o meia de 34 anos para um clube argentino.