Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Mano vê seleção em novo patamar após vitória no México

Por Da Redação 12 out 2011, 13h57

Por AE

Torreón – A vitória do Brasil diante do México, por 2 a 1, em amistoso disputado em Torreón, na última terça-feira à noite, foi muito comemorada pelo técnico Mano Menezes, principalmente pela grande fase do rival. Um dos principais algozes da seleção nos últimos tempos, o time mexicano não era derrotado desde setembro do ano passado e ainda não havia perdido sob o comando de José Manuel de la Torre.

“A vitória foi para mudar a seleção de patamar, porque o adversário vinha conseguindo ótimos resultados, não havia perdido ainda com seu novo técnico. Era uma equipe qualificada tecnicamente e a seleção brasileira se impôs como seleção”, afirmou Mano. “Então, a seleção se tornou próxima do tamanho que pode ter”, completou.

O resultado foi ainda mais exaltado pelo técnico pela forma como aconteceu. No final do primeiro tempo, a seleção perdia por 1 a 0 e teve um pênalti contra si, que culminou na expulsão do lateral-direito Daniel Alves. Jefferson, um dos principais jogadores em campo, defendeu a cobrança e no segundo tempo, mesmo com um a menos em campo, os brasileiros buscaram a virada, com gols de Ronaldinho Gaúcho e Marcelo.

“A equipe já havia se imposto no primeiro tempo, depois de um início com dificuldade, porque mudamos a formação, maneira tática. A partir daí assumiu o controle e então veio a parte ruim, quando o árbitro nos obrigou a voltar para o segundo tempo com inferioridade numérica e desvantagem no placar. Mas aí houve a superação e a indignação que são importantes para uma equipe. O segundo tempo foi bom, os jogadores souberam se comportar e construímos uma vitória significativa que nos deixa muito felizes”, avaliou.

Após bater México e Costa Rica nos últimos amistosos, a seleção brasileira voltará a jogar pelo menos mais uma vez neste ano. Em novembro, a equipe de Mano Menezes vai ao Gabão jogar contra a seleção da casa, no dia 11. Em seguida, poderá encarar o Egito no dia 14, no Catar, mas a CBF ainda não confirmou o amistoso, embora a Fifa já tenha incluído o confronto no seu calendário de jogos de 2011.

Continua após a publicidade

Publicidade