Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Mano valoriza surpresa de time jovem e perdoa pecados naturais

A grande atuação da Seleção Brasileira no primeiro tempo da vitória por 3 a 1 sobre a Dinamarca, neste sábado, deixou o técnico Mano Menezes satisfeito como havia tempos não ocorria. Nem sequer a queda de rendimento na etapa complementar foi capaz de desanimar o comandante.

‘A gente fez um excelente início de jogo, trabalhando bem a bola, saindo tocando de trás e conseguindo posicionar bem o time em campo. Era lógico que houvesse alguma dificuldade no segundo tempo porque estávamos enfrentando a Dinamarca, a décima do mundo, que vai jogar a Eurocopa daqui a alguns dias. Eles não aceitariam o 3 a 0 da maneira que estava’, analisou.

Para Mano, o ímpeto ofensivo demonstrado pelos jovens do Brasil (a maioria deles com menos de 23 anos e, portanto, em condições de disputar as Olimpíadas) surpreendeu o treinador dinamarquês Morten Olsen. ‘Talvez ele não esperasse isso de uma equipe tão jovem. Não é normal acontecer contra uma equipe mais madura. Para nós, técnicos, o pior sentimento é a surpresa. Mas a Dinamarca já foi bem melhor no segundo tempo’, comentou.

O Brasil, ao contrário, piorou. ‘Cometemos os nossos pecados naturais’, reconheceu Mano Menezes, que aproveitou a vantagem no placar para fazer uma série de testes em sua formação. Rafael, Alex Sandro, Casemiro, Giuliano, Bruno Uvini e Wellington Nem substituíram Danilo, Marcelo, Sandro, Lucas, Hulk e Leandro Damião. ‘O resultado foi extremamente positivo e alentador para o que tempos pela frente’, concluiu.Os próximos compromissos da Seleção Brasileira, em preparação para os Jogos Olímpicos, serão nos Estados Unidos. Contando com o reforço do atacante Neymar e do goleiro Rafael, os comandados de Mano Menezes enfrentarão os norte-americanos, o México e a Argentina.