Clique e assine a partir de 9,90/mês

Mano testa 12º goleiro – e ainda não tem titular na posição

Seleção se reúne nesta segunda para amistosos. Cássio, do Corinthians, pode ser a novidade na escalação. A dois anos da Copa, a camisa 1 segue sem dono

Por Da Redação - 3 set 2012, 08h24

A seleção brasileira se reúne na tarde desta segunda-feira, em São Paulo, para dar início aos treinamentos para dois amistosos: contra a África do Sul, na sexta-feira, e contra a China, na próxima segunda. Uma das novidades do grupo convocado pelo técnico Mano Menezes é o goleiro Cássio, de 25 anos, do Corinthians, um dos destaques da Libertadores 2012. Ele é a mais recente aposta de Mano para uma posição que ainda está totalmente indefinida. A dois anos da Copa do Mundo, o treinador – que correu risco de demissão depois de perder o ouro em Londres-2012, mas segue no cargo, pelo menos por enquanto – tem uma equipe-base já esboçada. No gol, porém, Mano segue quebrando a cabeça para encontrar algum jogador que agarre a posição e transmita confiança. Em dois anos à frente da seleção brasileira, Mano já convocou nada menos que doze goleiros. Além do novato Cássio, o técnico também chamou para os próximos dois amistosos os goleiros Jefferson, do Botafogo, e Diego Alves, do Valencia. Mano admite que não tem um jogador favorito para a posição até o momento. Neste ano, já vestiram a camisa 1 da seleção os goleiros Júlio César (contra a Bósnia), Jefferson (Dinamarca), Rafael Cabral (deveria ser o goleiro na Olimpíada, mas se machucou), Neto (titular no início da campanha em Londres) e Gabriel (que ganhou a posição no decorrer da competição). Entre esses cinco, só Jefferson e Rafael seguem bem cotados com Mano.

Publicidade