Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Mano não explica ausência de Kaká e segue apostando em Ronaldinho

Por Da Redação 14 fev 2012, 11h07

O técnico Mano Menezes deixou o meia Kaká fora da lista de convocados para o amistoso do próximo dia 28, contra a Bósnia-Herzegovina, na Suíça. A ausência foi considerada uma surpresa, já que o jogador do Real Madrid havia sido chamado para os dois últimos jogos da Seleção, embora tenha acabado cortado devido a uma lesão muscular. Mesmo sem querer explicar os motivos que o levaram a deixar o atleta de fora da convocatória, o comandante canarinho negou que a ausência de Kaká signifique um ato de incoerência de sua parte.

‘Não cabe a mim explicar a ausência ou convocação de cada jogador. Da mesma maneira que convoquei o Kaká na última lista por entender que era necessário, achei que nesse momento não deveria convocá-lo. Não há nada demais, e nós devemos seguir observando o jogador’, explicou Mano.

Para a vaga na armação da Seleção Brasileira o treinador apostou em Paulo Henrique Ganso, do Santos, e Ronaldinho Gaúcho, do Flamengo. Mesmo contestado pela queda de rendimento no time carioca e tendo se envolvido em polêmica com o técnico Vanderlei Luxemburgo, o flamenguista continua sendo uma peça importante para o time canarinho na visão de Mano.

‘As questões internas de cada clube devem ser tratadas por eles. Fui muito cobrado recentemente para montar uma base para a equipe. Não posso ficar trocando os jogadores a todo momento por causa de um momento ruim. Será necessário um período maior de atuações boas ou ruins para que jogadores deixem ou não de ser convocados. Queremos tornar as coisas mais estáveis’, declarou o técnico.

Continua após a publicidade

Publicidade