Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Mancini vê início ruim do Cruzeiro em goleada

Por AE

Sete Lagoas – O técnico Vágner Mancini celebrou a classificação do Cruzeiro para as oitavas de final da Copa do Brasil, após a goleada por 4 a 1 sobre a Chapecoense, na última quarta-feira, mas não deixou de cobrar. Para ele, a equipe “deixou a desejar” no início da partida, quando saiu perdendo por 1 a 0, e precisa corrigir esta postura para os próximos confrontos.

“No geral, mais uma vez entramos um pouco morno. Com alguns erros de posicionamento, uma equipe que não fez aquilo que pode fazer”, declarou. “Na segunda etapa, não. Aí a equipe voltou mais atenta, teve mais a posse de bola, teve volume de jogo, chutou mais a gol e fez o placar. Então, dos 90 minutos, nossa equipe jogou bem durante 55 ou 60 minutos. Deixamos a desejar, mais uma vez, no início”, completou.

Para o treinador, dois dos responsáveis por esta melhora foram Roger e Elber. Os jogadores entraram no início do segundo tempo e mudaram a forma de atuar da equipe. “Acabou modificando o jogo. Ele (Roger) e o Elber entraram quando a gente necessitava de um pouco mais de velocidade. Aí vocês têm que entender que o Elber é veloz por movimento, e o Roger é veloz por pensamento. O Roger acabou dando uma velocidade na bola que, até então, a gente não tinha”, apontou.

O próprio Roger comemorou a boa atuação e exaltou o elenco cruzeirense, que, segundo ele, permite que Vágner Mancini tenha diversas variações táticas para o decorrer das partidas. “O mais importante disso tudo é o Vágner Mancini ter esquemas táticos variados, jogadores de qualidade, para que possam, em situações como essa, quando o time não está rendendo de uma forma, fazer com que as coisas aconteçam da melhor forma”, avaliou.