Clique e assine com até 92% de desconto

Mancini revela bronca no intervalo e quer time mais ligado na semi

Por Da Redação 15 abr 2012, 19h36

O Cruzeiro entrou em campo desligado no primeiro tempo do jogo contra o Uberaba, neste domingo, em Nova Serrana, e foi para o intervalo perdendo a partida para o lanterna do Estadual por 1 a 0. No vestiário, o técnico Vágner Mancini cobrou mudança de postura dos atletas em campo, e o resultado veio no finalzinho do jogo com um triunfo de virada.

‘A bronca foi bem dada. Assim como eles sabem que, no momento que eles estão bem, elogiamos até com mais intensidade. O atleta de futebol e o ser humano gostam mais de ser elogiados do que cobrados. Mas tem momentos que precisamos mostrar um comando forte, mostrar a eles. E eles entenderam isso. Aceitaram e me disseram que seria diferente na segunda etapa e, felizmente foi’, disse.

Vágner Mancini explicou que não esperava a apatia mostrada pelos jogadores do Cruzeiro no começo do jogo, e quer que a bronca dada, e o susto tomado contra o Uberaba sirvam de lição para que a equipe tenha mais concentração nos duelos decisivos pelo Estadual. O treinador frisou que tinha ciência que a partida seria difícil, mas que o futebol ruim apresentado pela Raposa acentuou as dificuldades.

‘O time iniciou o jogo de forma muito sonolenta. Deixamos o Uberaba sair na frente e tomamos o segundo gol de uma maneira esquisita. A nossa equipe passou a jogar futebol nos últimos 25 minutos de jogo. Diminuímos, empatamos e viramos em um lance muito bem feito. Espero que isso dê uma sacudida. Mas era uma equipe muito dificultada e já esperávamos a dificuldade, mas ela ficou acentuada em função do péssimo dinamismo da nossa equipe dentro de campo’, declarou.

Continua após a publicidade
Publicidade