Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Mancini lamenta revés e receita trabalho para mudar situação do Atlético-MG

Por Da Redação 11 ago 2011, 00h32

Mesmo com a mudança do comando técnico, o Atlético-MG não conseguiu reagir e somou mais um revés, desta vez contra o Botafogo, por 2 a 1, decepcionando os torcedores que compareceram no estádio Ipatingão, no Vale do Aço para prestigiar a estreia do técnico Cuca e do time na Copa Sul-americana. O meia-atacante Mancini reconheceu que o momento é complicado e que os torcedores alvinegros não merecem esta situação, mas frisou que só com trabalho a equipe poderá reverter o quadro.

‘É um momento delicado, a diretoria mudou a comissão técnica, mas infelizmente está difícil. Acho que temos que ter força, o Atlético-MG não merece estar nesta situação. Estou muito chateado, muito triste, destruído psicologicamente, e agora é trabalhar e não desistir’, disse Mancini, que acredita na reação do Galo.

‘Uma hora essa situação terá que virar, mas está demorando muito. O momento é de ter força. Faltou tranquilidade e perdemos mais uma vez’, declarou.

Questionado sobre a pressão exercida pelos torcedores em cima do lateral direito Patric, que acabou substituído ainda no primeiro tempo, Mancini afirmou que já passou por situação semelhante no Galo e receitou perseverança para mudar. ‘A torcida do Atlético-MG é muito exigente, é um time difícil de jogar, mas com perseverança e com fé em Deus, poderemos tirar o Atlético-MG dessa situação’, comentou.

Continua após a publicidade
Publicidade