Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Mancini chega ao Cruzeiro sem pensar em rebaixamento

Por AE

Belo Horizonte – O Cruzeiro apresentou nesta terça-feira o seu novo técnico: Vágner Mancini, contratado para substituir Emerson Ávila, que voltou ao cargo de coordenador de futebol do clube na última segunda. Com a equipe apenas na 16ª colocação do Campeonato Brasileiro, com 29 pontos em 26 rodadas, a tarefa do novo comandante cruzeirense é mantê-la na primeira divisão. Mas ele garantiu que sequer pensa na possibilidade de rebaixamento.

“Sei bem que o time tem amplas chances de sair dessa posição incômoda e estar acima do décimo lugar. Estou ciente disso, tivemos um papo muito franco com a diretoria e a minha vinda para cá está baseada naquilo que o Cruzeiro pode oferecer e tenho certeza que temos totais condições de melhorar a campanha. Não estamos falando de rebaixamento, queremos melhorar a campanha e chegar no final do ano com saldo positivo”, declarou Mancini.

Mesmo ignorando o risco de queda no Brasileirão, Mancini admitiu que o atual momento cruzeirense é diferente do que o clube está acostumado. “O Cruzeiro vive uma situação atípica em relação à última década. Sempre vimos o time disputando títulos e agora está numa situação que é desconfortável. Nós sabemos disso. Não era para estar assim, mas o futebol está tão equilibrado que qualquer detalhe é relevante para qualquer circunstância”, disse.

O time mineiro foi prejudicado pela perda de alguns de seus principais jogadores ao longo dos últimos meses, principalmente no setor ofensivo, já que Thiago Ribeiro foi para o Cagliari e Wallyson só volta a atuar em 2012, por conta de uma lesão no tornozelo esquerdo. As peças que chegaram (Bobô, Keirrison e Wellington Paulista) ainda não renderam o esperado e o jejum de vitórias da equipe já chega a sete partidas, sendo que nas últimas seis foram apenas três gols marcados.

Para o novo treinador, a melhor forma de superar esta fase ruim é o diálogo. “O Cruzeiro é muito grande para estar numa situação dessa e alguma coisa precisa ser acertada. Vamos tentar, junto com todos os que fazem parte do clube, na base do diálogo, tomando decisões e tendo comando da situação, mas escutando a todos, porque assim fica mais fácil você recolocar o time no caminho que deveria estar”, afirmou Mancini.

Apresentado como alguém de “ótimas referências” pelo diretor de futebol do Cruzeiro, Dimas Fonseca, Vágner Mancini chega ao seu oitavo clube em sete anos de carreira como técnico. Ele começou no Paulista, onde conquistou o título da Copa do Brasil de 2005, passou por Al Nasr (Emirados Árabes Unidos), Grêmio, Vitória (onde foi campeão baiano de 2008), Santos, Vasco, Guarani e Ceará. Em seu último trabalho, no time cearense, venceu o campeonato estadual deste ano.