Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Manchester City oficializa contratação de Guardiola

Clube põe fim às especulações e confirma chegada do treinador espanhol para a próxima temporada

Por Da Redação - 1 fev 2016, 10h58

O técnico espanhol Pep Guardiola, que já havia anunciado que deixaria o Bayern de Munique ao final da temporada, será treinador do Manchester City. Nesta segunda-feira, o clube inglês oficializou a contratação com um comunicado em seu site oficial, pondo fim às especulações sobre o futuro de Guardiola. O espanhol de 45 anos assinou por três temporadas.

O City informou que quis encerrar os rumores para aliviar a pressão sobre o atual treinador, o chileno Manuel Pellegrini. “Em respeito a Manuel Pellegrini e aos atletas, o clube deseja tornar pública esta decisão para acabar com desnecessárias margens sobre especulação”, diz trecho do comunicado.

Leia também:

Por brigas com Guardiola, médico do Bayern se demite após 38 anos no clube

Publicidade

Guardiola diz que ‘é impossível parar Messi’

‘Guardiola queria treinar o Brasil na Copa e não quiseram’, revela Daniel Alves

Guardiola já havia anunciado que deixaria o Bayern para treinar uma equipe da Inglaterra, o que levantou muitos rumores. Segundo diversos jornais ingleses, o Manchester United estaria interessado em atravessar a negociação com o rival. O técnico do Arsenal, o francês Arsene Wenger, chegou a dizer que as declarações de Guardiola causaram desconforto em todos os treinadores empregados da liga inglesa.

Nesta segunda, antes do anúncio da contratação de Guardiola, Pellegrini já havia avisado, ao final de sua entrevista coletiva, que deixaria o clube. “O clube não fez nada pelas minhas costas, eu já sabia que sairia havia um mês, mas quero encerrar as especulações hoje.”

Publicidade

Guardiola deixará o Bayern ao final da temporada. Em dois anos e meio, ele conquistou duas ligas alemãs e o Mundial de Clubes de 2013, entre outros títulos, mas espera finalizar sua passagem pela Baviera com o título da Liga dos Campeões. O ambiente no clube, no entanto, não é dos melhores: segundo a revista Kicker, o perfil controlador de Guardiola vem incomodando os atletas. O substituto de Guardiola no Bayern será o italiano Carlo Ancelloti.

(da redação)

Publicidade